Exposições

EXPOSIÇÃO: O nome do medo  –   até 16/07/17 no MAR

21/02/2017 a 16/07/2017
Museu de Arte do Rio
Praça Mauá, 5 – Centro
O nome do medo | Rio de Janeiro
Rivane Neuenschwander

em colaboração com
Guto Carvalhoneto

curadoria
Lisette Lagnado


O conceito de infância é um fenômeno ainda recente. Surge com a sociedade industrial, independente do ser-criança. Sendo assim, os aspectos de sua subjetividade emocional e cognitiva mobilizam reflexões críticas que correspondem à posição do “menor” e do “outro” em nossas vidas.

“O nome do medo” é um projeto de Rivane Neuenschwander (1967, Belo Horizonte, Minas Gerais), artista de trajetória internacional que obteve o 6ª Prêmio da Yanghuyn Foundation (2013). Em sua primeira individual na cidade do Rio de Janeiro, expõe o resultado de doze oficinas, que abrangeram cerca de duzentas crianças de 6 a 13 anos, das redes pública e privada, de unidades de reinserção social (abrigos) a grupos espontâneos.

Em rodas de conversas, realizadas na Escola de Artes Visuais do Parque Lage e na Escola do Olhar do Museu de Arte do Rio, as crianças foram estimuladas a nomear seus medos para, em seguida, desenhar uma capa que teria o poder “mágico” de espantar, proteger ou abrigar. Confeccionaram portanto esse objeto a partir de uma visão íntima de perigo. No final da sessão, levaram sua própria capa.

Do sentir ao fazer, elaborar sentimentos arrebatadores por meio de uma travessia coletiva e lúdica proporcionou o empoderamento da criança. A totalidade do processo permitiu atualizar dispositivos conhecidos que remetem tanto ao “objeto transicional” de Winnicott como ao “artefato” na cultura material.

Para a presente exposição, o fashion designer Guto Carvalhoneto (1977, Paulo Afonso, Bahia), em colaboração com Neuenschwander, criou novas capas, baseadas nos desenhos e nos medos que conseguiram ser enunciados. A expografia traduz uma narrativa distinta com alguns signos-chave – o espelho, o teatro de sombras, a passarela – de modo a possibilitar um espaço de jogo para que o público jovem incorpore e questione esses e outros medos. Na era da globalização dos conflitos e da violência, os medos das crianças já não são exclusivos de seu aparelho psíquico, mas do mundo externo, comuns a todos.

Lisette Lagnado
Curadora da exposição


Imagens: João Paulo Racy
Edição: Thiago Pozes
Participação especial: Carolina Paiva e Thiago Bruner


REGISTROS DAS OFICINAS

Nome.Medo.Oficina01-6 Nome.Medo.Oficina01-36
Nome.Medo.Oficina01-74 Nome.Medo.Oficina02-25
Nome.Medo.Oficina02-141 Nome.Medo.Oficina02-166
Nome.Medo.Oficina03-16 Nome.Medo.Oficina06-33

Esta exposição foi realizada por meio do patrocínio da Fundação Yanghyun