Eventos

A queermuseu e a judicialização da arte no Brasil

A QUEERMUSEU E A JUDICIALIZAÇÃO DA ARTE NO BRASIL
Debate

18 de maio, sexta-feira, 18:30
ABERTO AO PÚBLICO
– Sujeito a lotação
EAV Parque Lage – Salão Nobre

Debate promovido pela Escola de Artes Visuais do Parque Lage reúne cinco sumidades da área jurídica em torno da questão da censura. A partir da discussão gerada pela censura da exposição Queermuseu, uma ampla conversa acontecerá sobre direitos constitucionais, arte e cultura.

Abertura

Fabio Szwarcwald – diretor-presidente da Escola de Artes Visuais EAV Parque Lage.

Marcelo Viveiros de Moura – presidente do Conselho da AMEAV. Advogado. Mestre em direito (Cambridge). Autor de artigos em diversas matérias de direito empresarial e regulatório.

Mesa de debates

Daniel Sarmento – advogado e professor titular de direito constitucional da UERJ. Foi membro do Ministério Público Federal. Doutor em direito pela UERJ. É autor de diversos livros e artigos sobre direito constitucional e liberdades fundamentais.

Deborah Duprat – Procuradora Federal dos Direitos do Cidadão (PGR/MPF). Mestre em direito pela UnB. Foi vice procuradora-geral da República. Autora de artigos sobre direito constitucional e proteção a minorias.

Joaquim Falcão – advogado e membro da Academia Brasileira de Letras. Ex-diretor e professor da FGV-Rio. Doutor em educação (Un. of Genève) e mestre em direito (Harvard). Foi membro do Conselho Nacional de Justiça. Autor de inúmeros livros e artigos.

Nélio Machado – advogado. Doutor em direito pela UFRJ. Foi defensor público da justiça penal militar e professor de diversos programas de pós-graduação. Autor de livros e artigos em direito criminal.

Demian Guedes (mediador) – advogado e professor em programas de pós-graduação. Doutor em direito pela UERJ. Visiting Scholar no Max Planck Institute for Public Law. Autor de livros e artigos sobre direito público e combate ao autoritarismo.


APOIO