Eventos

Varanda Sonora – Jocy de Oliveira

Gabriela Geluda no vídeo “Noturno para um piano”, de Jocy de Oliveira (Foto: Jocy de Oliveira / Divulgação)

VARANDA SONORA com Jocy de Oliveira
Sexta-feira, 13/07, 19:00
Varanda da biblioteca da EAV Parque Lage

Sexta-feira, 13 de julho às 19h, na biblioteca da Escola de Artes Visuais do Parque Lage , acontece a 4ª edição do VARANDA SONORA e a convidada é a artista multimídia, compositora, pianista e escritora Jocy de Oliveira, que participará de uma conversa sobre seu percurso e obras, ilustrada por registros em áudio e vídeo de seus trabalhos.

JOCY DE OLIVEIRA
Pioneira no desenvolvimento de um trabalho multimídia no Brasil, envolvendo música, teatro, instalações, textos e vídeo, Jocy de Oliveira é responsável pela composição e direção de suas “óperas” num claro interesse em reformular seu sentido tradicional.
Pianista de formação, foi solista sob a regência de Stravinsky e gravou a obra pianística de Olivier Messiaen. Sua carreira como intérprete e criadora a fez conviver pessoalmente e trabalhar com alguns dos mais influentes artistas do século XX que a ela dedicaram obras como Iannis Xenakis, Luciano Berio, John Cage e Stockhausen.
Jocy é responsável pela cadeira de No. 32 da Academia Brasileira de Música. Recebeu vários prêmios (Guggenheim Foundation, Rockefeller Foundation, New York Council on the Arts, Fundação Vitae) entre outros. Atualmente segue em atividade com sua companhia, o Ensemble Jocy de Oliveira e suas obras vêm sendo apresentadas em teatros, festivais internacionais e nas bienais de arte e música contemporânea em vários países.

SOBRE O PROGRAMA
VARANDA SONORA é um encontro na varanda da biblioteca da Escola de Artes Visuais do Parque Lage, que tem o som e suas mais diversas manifestações como questão, e busca contribuir para a expansão na noção de convivência, uso e produção de conteúdo de uma biblioteca de arte, hoje.
A cada edição os artistas e professores Franz Manata e Saulo Laudares convidam um artista para compartilhar seu percurso, pesquisas e experiências. Os encontros são transmitidos, gravados e disponibilizados, gratuitamente, na forma de podcasts e mixtapes no site: exst.net/artesonora .
Já passaram pelo Varanda Sonora o artista, escritor, crítico e curador Ricardo Basbaum, que apresentou uma audição de seus trabalhos, abrangendo todo seu percurso; o músico e multiartista Arto Lindsay fez uma performance de espacialização sonora em parceria com Magno Caliman, e o poeta, músico e compositor Fausto Fawcett apresentou uma opereta eletrônica concebida para o evento, em parceria com o DJ produtor Bruno Queiroz.

HISTÓRICO
O VARANDA SONORA é um desdobramento do programa ARTE SONORA, que é parte da prática dos artistas e professores Franz Manata e Saulo Laudares. O projeto teve início em 2009 como um curso e happening na Escola de Artes Visuais do Parque Lage e, ao longo dos anos, assumiu diferentes formatos e se constituiu numa importante plataforma de discussão e um banco de dados sobre arte e som.
O projeto já assumiu diversos formatos, como: workshops, happenings, podcasts, exposições, publicações, programas de rádio, residências e o site (exst.net/artesonora)
O site foi criado em 2012, de forma independente, para abrigar o conteúdo gerado a partir dos workshops e happenings. Com o intuito de criar documentos que pudessem ser acessados pelo público em geral.
Já foram produzidos mais de trinta programas sobre o tema, divididos em: 08 programas históricos sobre o século XX, que apresentam a formação do campo sensível, suas principais questões, artistas e obras; 15 podcasts monográficos, que mostram o pensamento e obras dos principais artistas e pensadores brasileiros que investigam o mundo através do som e suas interfaces; e 12 Mixtapes, que abordam o universo sonoro e a influência da música no trabalho de artistas, críticos e pensadores da cultura contemporânea.

ORGANIZADORES
Franz Manata é artista, curador e professor, Saulo Laudares é artista e DJ Produtor. O duo começou suas atividades em 1998, a partir da observação sobre o universo do comportamento e da cultura da música eletrônica contemporânea. Os artistas vem realizando programas de residência e participando de mostras individuais e coletivas dentro e fora do país e são representados pela Sé Galeria, SP.