Eventos

Aula Aberta - Modelo Vivo com Quarteto Atlas

Foto: Renan Lima

Aula Aberta – Modelo Vivo com Quarteto Atlas
Sexta-feira, 12 de abril de 2019
19:00 – 22:00
Gratuito – Aberto ao público
O evento está previsto para acontecer no pátio da piscina da EAV Parque Lage.
Classificação: 14 anos – contém nudez
menores de 14 anos apenas acompanhados dos responsáveis.


O professor Gianguido Bonfanti abordará, entre outros temas, os princípios do desenho como manifestação criadora e liberdade individual, da arte rupestre até a arte contemporânea. Em seguida, três modelos farão uma performance de duas horas para que o público possa desenhá-los.

Buscando experimentar as relações entre música e desenho, os modelos serão acompanhados pelo Quarteto Atlas, composto por músicos da Orquestra do Theatro Municipal e músicos da Orquestra de Rua. A intenção é que experimentemos como a presença da música, que é companheira de atelier de inúmeros artistas, propicia mergulho sensorial, auxiliando a concentração necessária ao processo criador? As poses e a dinâmica dos exercícios têm influência do butoh (dança apresentada no teatro japonês, oriunda da segunda metade do séc. XX).


Lista de materiais sugeridos para a aula pública:

1- Bloco de desenho com dimensão à escolha de cada um
2- Carvão
3- Grafite 4B, 5B, ou 6B
4- Pastel oleoso ou seco
5- Lápis de cor
6- Bastão à óleo

* Todos os materiais devem ser secos.
Não ofereceremos cavaletes para desenhar.
O material deve ser comprado por cada aluno.


BIOGRAFIA
 
Gianguido Bonfanti
São Paulo, 1948. Desenhista, gravador, pintor e escultor. Discípulo de Poty Lazzarotto (1962-1969), frequentou a Faculdade de Arquitetura da Universidade Federal do Rio de Janeiro (1968-1970) e a Academia di Belle Arti di Roma, na Itália (1971-1973). Iniciou suas atividades docentes na Escola de Artes Visuais do Parque Lage em 1978, onde atualmente dá aulas de Desenho de Modelo Vivo. Entre suas principais exposições individuais, destacam-se: Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro em 1996, Museu de Belas Artes, Rio de Janeiro, em 2000 e 2002, Galerie Le Troisième Oeil, Paris, em 2005 e Bordeaux em 2006, e Paço Imperial em 2009. Foram publicados sobre sua obra os livros Bonfanti (Moudon: Acatos, 2005) e Bonfanti: através do espelho (Rio de Janeiro: Contra Capa, 2009).