Eventos

VARANDA SONORA com Leandra Lambert

VARANDA SONORA com Leandra Lambert
Terça-feira . 27 de agosto . 19:00
Varanda da Biblioteca | Centro de Documentação e Pesquisa – EAV Parque Lage

Terça-feira, 27 de agosto de 2019, às 19h a Biblioteca da Escola de Artes Visuais do Parque Lage apresenta a 6° edição do VARANDA SONORA . A convida desta edição é a artista multimídia Leandra Lambert, que irá apresentar os projetos Cut-Up Tragedy, Lori e Terra Incógnita, este último em dupla com Alex Mandarino, músico, escritor e tradutor, que experimenta com música eletrônica desde o fim dos anos 90. O Photon Duo (Rebecca Moure e Miguel Bandeira) fará projeções em videomapping.

No Varanda Sonora Leandra Lambert vai apresentar uma mistura destes projetos. Cut-up Tragedy, é um multi processo-projeto nômade que surge de caminhadas em “desregramento dos sentidos”, escutas, cut-ups e falas de uma mulher ocupando espaços nas cidades; LORI é bruxaria sônica, tecnoxamanismo, ancestrofuturismo: experimento com o canto, línguas inventadas e outras possibilidades vocais, usando tecnologias diversas, programação e livre improviso. Terra Incógnita – em parceria com Alex Mandarino – é o desconhecido em beats quebrados a cada esquina, encruzilhadas em loop antes que os navios chegassem, depois que as naves partiram. O lugar que escapa das colonizações.

Leandra e Alex trabalham juntos há uma década e seus trabalhos estabelecem relações com a performance e escritas/imagens que agem como geradoras de som. Suas instalações e proposições não são estritamente musicais, mas compostos de elementos visuais, textuais e outros.

Para criar a visualidade e acentuar a experiência sonora da apresentação, o Photon Duo,composto por Rebecca Moure e Miguel Bandeira, fará um videomapping.

A cada edição de VARANDA SONORA os professores e artistas Franz Manata e Saulo Laudares recebem um convidado para compartilhar seu percurso, pesquisas e experiências.

Leia mais sobre VARANDA SONORA aqui.

Leandra Lambert
Leandra Lambert faz música eletrônica/experimental desde os anos 90, em projetos como Voz del Fuego, inhumanoids!, Skygirls e Dziga Vertov. Desenvolve trabalhos em arte sonora e multimídia desde 2009. É doutora em Artes pela UERJ. Como artista, já fez diversas exposições individuais e coletivas e seus trabalhos já foram apresentados em exposições, concertos e transmissões em diversos países. Entre seus Trabalhos mais recentes: Voz em Grenze des Gestrige-Heutigen, 2019, do compositor e pianista suíço Simon Ho, a partir de textos de Paul Klee; Apresentações no CCBB-SP vinculadas à exposição “Equilíbrio Instável”; e o álbum “Yoni”, LORI – Sê-lo Netlabel, 2018. Projeto solo. Realiza todo o processo de produção. Algumas músicas constam em programas, coletâneas e seleções internacionais (Rádio BBC Londres, Hystereophonica I, Female Pressure, etc). “O Ruído da Máquina de Criar Tempo – I”, trabalho de rádio-arte com entrevistas sobre memória auditiva e imaginação sônica na residência Somsocosmos#2, 2018. Mais sobre a Leandra em leandralambert.net