Eventos

Residência Educativa - OcupAÇÕES Acessíveis

Residência Educativa – OcupAÇÕES Acessíveis
EDUCATIVO EAV PARQUE LAGE CONVIDA JA.CA – CENTRO DE ARTE E TECNOLOGIA

SÁB 05 OUT – DOM 06 OUT 2019
Gratuito – Aberto ao público
A visita contará com intérprete de Libras.


Para pensar as ações de acessibilidade e inclusão da exposição CAMPO, o programa educativo da EAV Parque Lage criou a Residência Educativa Ocupações Acessíveis – um espaço de pesquisa e experimental no qual três programas educativos da cidade foram convidados a dividir conosco o percurso de refletir e experimentar como essa escola pode se dedicar a acessibilidade cultural.

O segundo grupo de educadores residentes são Geancarlos Barbosa e Daniel Bruno, que representam o JA.CA – Centro de Arte e Tecnologia e junto com Rodrigo Ferreira, educador da EAV Parque Lage, criaram e vão realizar ações com foco na acessibilidade e inclusão de pessoas com deficiência, tendo como ponto de partida a exposição CAMPO.

A segunda Ocupação Acessível irá acontecer nos dias 05 e 06 de outubro de 2019, com atividades gratuitas e abertas ao público.

Confira a programação e venha experimentar a exposição a partir de diferentes perspectivas e sentidos.


Visita Temática – ativAÇÕES acessíveis – com intérprete de libras
Memórias de Campo

SÁB . 05 OUT . 11h40
[Atividade gratuita, aberta ao público. A visita contará com intérprete de Libras.]

O Educativo da exposição CAMPO da Escola de Artes Visuais do Parque Lage em conjunto com educadores do JA.CA – Centro de Arte e Tecnologia, convidam a pedagoga surda Ana Carla Cassia de Oliveira para realizar uma visita em Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) tendo como mote as memórias que diferentes lugares e objetos podem despertar no público. Com Daniel Bruno, Geancarlos Barbosa (Educadores do JA.CA) e Rodrigo Ferreira.

ativAÇÃO – com intérprete de libras
Relatos Sensíveis

DOM . 06 OUT . 14h30
[Atividade gratuita, aberta ao público. A visita contará com intérprete de Libras.]

Como conhecer um lugar a partir de quem o vive todos os dias? Nesta ativação convidamos os públicos a experimentarem diferentes espaços da EAV Parque Lage a partir de relatos afetivos contados por funcionários da Escola. Com Daniel Bruno, Geancarlos Barbosa (Educadores do JA.CA) e Rodrigo Ferreira.


FICHA TÉCNICA – Projeto ativAÇÕES Acessíveis

CONCEPÇÃO E COORDENAÇÃO
Gleyce Kelly Heitor – Coordenadora de Ensino e Programas Públicos da EAV Parque Lage. Coordenadora do Programa Educativo da Exposição CAMPO.
Gilson Andrade – Supervisor do Programa Educativo da Exposição CAMPO.

EDUCADORES DO PROGRAMA EDUCATIVO DA EXPOSIÇÃO CAMPO
Rodrigo Ferreira

EDUCATIVO PARCEIRO
JACA Centro de Arte e Tecnologia
O JA.CA – Centro de Arte e Tecnologia é uma Organização da Sociedade Civil que realiza pesquisas, projetos e experimentações artísticas em interação com a Arquitetura, Urbanismo e Design, em seu espaço no Jardim Canadá, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e em outras localidades e instituições parceiras. A organização iniciou suas atividades em 2010, como um projeto de residências artísticas internacionais, sendo consolidada e constituída formalmente como associação civil sem fins lucrativos, com objetivos de promoção e disseminação da cultura e da arte, no início de 2013.

Desde sua fundação idealiza e gere projetos que se alinham em dois principais eixos: atividade de formação e educação em artes; e pesquisas em arquitetura, urbanismo e design. É responsável, desde 2018, pelo Programa Educativo do Centro Cultural Banco do Brasil em suas quatro sedes (Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo). Com ações diárias que estimulam a experiência, criação, investigação e reflexão voltadas a estudantes, professores e os mais diversos públicos, o programa vem investigando possibilidades de articulação entre cada uma de suas sedes e as populações das cidades que lhe servem como contexto.

EDUCADORAS RESIDENTES
Geancarlos Barbosa
Educador, pesquisador de arte formado pela UFBA. Utiliza o corpo e sua linguagem como meio de pesquisa, investigação e prática educacional em museus e centro culturais. Atualmente trabalha no CCBB Educativo como educador desenvolvendo atividades com foco em infâncias e acessibilidade.

Daniel Bruno
É educador e gravurista formado pela UFRJ, que desenvolve investigações a partir do campo da acessibilidade, inclusão e artes visuais, tendo atualmente um foco especial na língua de sinais, seus desdobramentos na educação e as diferentes formas de uso, comunicação e acesso. Trabalha no CCBB Educativo como educador.

Ana Carla Cassia de Oliveira
É pedagoga surda, pós graduada em Letras Libras, atua como professora e educadora e coordena o CELSB curso de Libras.