EAV Parque Lage
Eventos

Residência Educativa - OcupAÇÕES Acessíveis

Residência Educativa – OcupAÇÕES Acessíveis
EDUCATIVO EAV PARQUE LAGE CONVIDA EDUCADORES DO MUSEU DE ARTE DO RIO

SÁB 19 OUT – DOM 20 OUT 2019
Gratuito – Aberto ao público
A visita contará com intérprete de Libras.


Para pensar as ações de acessibilidade e inclusão da exposição CAMPO, o programa educativo da EAV Parque Lage criou a Residência Educativa Ocupações Acessíveis – um espaço de pesquisa e experimental no qual três programas educativos da cidade foram convidados a dividir conosco o percurso de refletir e experimentar como essa escola pode se dedicar a acessibilidade cultural.

Em continuidade a residência Educativa – Ocupações Acessíveis, o Educativo da EAV Parque Lage Convida o MAR – Museu de Arte do Rio para pensar experiências de acessibilidade na Exposição e a Escola.

O terceiro grupo de educadores residentes são Thyago Corrêa e Juliana Pavan, que representam o MAR – Museu de Arte do Rio e junto com Nivea Santana, educadora da EAV Parque Lage, criaram e vão realizar ações com foco na acessibilidade e inclusão de pessoas com deficiência, tendo como ponto de partida a exposição CAMPO.

A Terceira Ocupação Acessível irá acontecer nos dias 19 e 20 de outubro de 2019, com atividades gratuitas e abertas ao público.

Confira a programação e venha experimentar a exposição a partir de diferentes perspectivas e sentidos.


Visita Temática – ativAÇÕES acessíveis – com intérprete de libras
Memórias compartilhadas

SÁB . 19 OUT . 11h40
[Atividade gratuita, aberta ao público. A visita contará com intérprete de Libras.]

A partir da floresta e do trabalho do artista Luiz Zerbini presente na exposição Campo, vamos experimentar diferentes possibilidades de suportes e materiais criando um registro coletivo. Com Thyago Correia, Juliana Pavan (Educadores do Museu de Arte do Rio) e Nívea Santana (Educadora, atriz e geógrafa).

ativAÇÃO – com intérprete de libras
Sarau Surdo

DOM . 20 OUT . 14h30
[Atividade gratuita, aberta ao público. A visita contará com intérprete de Libras.]

Este sarau será um convite a entrar em contato com a literatura surda experimentando as potencialidades imagéticas da exposição através do corpo. Uma imagem, uma poesia. Desenvolvida através de diversos recursos como a visual vernacular. Com Thyago Correia, Juliana Pavan (Educadores do Museu de Arte do Rio) e Nívea Santana (Educadora, atriz e geógrafa).


FICHA TÉCNICA – Projeto ativAÇÕES Acessíveis

CONCEPÇÃO E COORDENAÇÃO
Gleyce Kelly Heitor – Coordenadora de Ensino e Programas Públicos da EAV Parque Lage. Coordenadora do Programa Educativo da Exposição CAMPO.
Gilson Andrade – Supervisor do Programa Educativo da Exposição CAMPO.

EDUCADORES DO PROGRAMA EDUCATIVO DA EXPOSIÇÃO CAMPO
Nivea Santana
Nívea Santana é atriz, artista educadora e contadora de histórias. Formada em geografia pela UERJ e em Artes Dramáticas pela ETE de Teatro Martins Pena. Atua em espetáculos, performances, intervenções literárias e contações de histórias. Como artista educadora atuou em diversos Museus e Centros Culturais no Rio de Janeiro e Niterói.

EDUCATIVO PARCEIRO
O Museu de Arte do Rio – MAR
Uma iniciativa da Prefeitura do Rio em parceria com a Fundação Roberto Marinho, o MAR tem atividades que envolvem coleta, registro, pesquisa, preservação e devolução à comunidade de bens culturais. Espaço proativo de apoio à educação e à cultura, o museu já nasceu com uma escola – a Escola do Olhar –, cuja proposta museológica é inovadora: propiciar o desenvolvimento de um programa educativo de referência para ações no Brasil e no exterior, conjugando arte e educação a partir do programa curatorial que norteia a instituição.

O MAR é gerido pelo Instituto Odeon, uma organização social da Cultura. O museu tem o Grupo Globo como mantenedor, a Equinor como patrocinadora master, a Bradesco Seguros como patrocinadora, o BNDES como apoiador financeiro e a Rede D’Or São Luiz como apoiadora de exposições por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.
A Escola do Olhar conta com patrocínio da Prefeitura do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura, Dataprev, TNA, Grupo In Press e BNY Mellon por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura – Lei do ISS e do Machado Meyer Advogados via Lei Federal de Incentivo à Cultura. O MAR conta também com o apoio do Governo do Estado do Rio de Janeiro e realização do Ministério da Cidadania e do Governo Federal do Brasil por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

EDUCADORAS RESIDENTES
Juliana Pavan
Educadora do MAR, graduando em pedagogia bilíngue pelo INES/DESU. Pesquisadora em alfabetização e letramento na educação bilíngue e visual de alunos surdos.

Thyago Corrêa
Educador, graduado em História pela UCB e especialista em Acessibilidade em Espaços Culturais pela UFRJ. Atualmente é educador de projetos no Museu de Arte do Rio junto ao programa de educação Acessibilidade, Diversidade e Inclusão.