EAV Parque Lage

Arquitetura para Arte: Concepções de Montagem de Exposição

Arquitetura para Arte: Concepções de Montagem de Exposição

Exposição Violência e Paixão – Santander Cultural RS, 2002

Professores: Ivan Pascarelli Ferreira e Marcelo Camargo

Curso de Férias – 2021
07 de janeiro a 11 de fevereiro
Quintas, de 19h às 21h
R$ 750,00

butao_matriculabutao_matriculabolsa

*Leia atentamente todas as normas de matrícula antes de se inscrever. Clique aqui.

ARQUITETURA, MONTAGEM DE EXPOSIÇÃO, EXPOGRAFIA

SOBRE
O curso visa apresentar as etapas essenciais da conceituação espacial e construtiva de projetos, obras de arte e montagem de exposições. As aulas têm caráter introdutório e abordarão as principais etapas do trabalho de projeto, concepção, montagem de exposições e manuseio de obras de arte.

CONTEÚDO
Pretendemos refletir com os estudantes, artistas, designers, arquitetos, produtores culturais e demais interessados sobre como avaliar e pensar os espaços e a execução de projetos de arquitetura para montagem de exposições e instalações de obras de arte a partir dos temas e locais propostos pela curadoria e/ou produção, seja numa exposição em espaço fechado, envolvendo a concretização do espaço expositivo, seja em espaço aberto, envolvendo estratégias próprias necessárias a esses locais.

As aulas iniciam com uma apresentação, contextualizando os assuntos que serão abordados e discutidos. Em seguida, apresentamos imagens e vídeos que mostram como acontece a construção dos espaços expositivos, e também como é feita a montagem das exposições. São apresentados exemplos de planilhas, projetos e plantas baixas, que ilustram os processos de trabalho desde a proposta da exposição com o curador, até a equipe de montagem. Os alunos ficam a vontade para fazer perguntas, questionar ou propor situações durante toda a aula.

DINÂMICA
Aula expositiva por videoconferência
Exercícios semanais com acompanhamento coletivo em aula
Compartilhamento de referências semanais com debates coletivos em aula

PÚBLICO
Indicado para pessoas interessadas em conhecer e/ou pesquisar o tema.
Não exige conhecimentos prévios.

REFERÊNCIAS

CASTILLO, Sônia Salcedo del. Cenário da Arquitetura da Arte: Montagens e Espaços de Exposições. Martins Fontes, 2008.

DOHERTY, Brian. No Interior Do Cubo Branco: a Ideologia Do Espaço Da Arte. Martins Fontes, 2002.

OURIQUES, Evandro Vieira; LINNEMANN, Ana; LANARI, Roberto. Manuseio e Embalagens de Obras de Arte. Funarte, 1989.

RECURSOS NECESSÁRIOS
Acesso à internet
Computador ou celular com câmera

SECRETARIA
– Todos os cursos online emitem certificado.
– A matrícula online não oferece desconto.
– A política de descontos só é oferecida na matrícula com pagamento via boleto bancário.

IVAN PASCARELLI
Arquiteto, designer de montagem e consultor técnico. Destaca entre suas principais experiências as exposições: Arte Foto – CCBB – RJ e Brasília; Franz Weissman – Uma Retrospectiva – MAM e CCBB-RJ; Athos Bulcão – Uma Trajetória Plural – CCBB-RJ; Mostra Rio de Arte Contemporânea – MAM-RJ; Violência e Paixão – Santander Cultural – Porto Alegre e MAM-RJ; Facchinetti – CCBB-RJ; O Corpo na Arte Contemporânea – Itaú Cultural – SP; Arte Moderna em contexto – Coleção ABN AMRO Real – MAM – RJ, Sede Banco Real – SP, MON-PR, Centro Cultural Banco Real – PE, Palácio das Artes – BH; Cinema de Artistas – Centro Cultural Oi Futuro – RJ; Waltercio Caldas – Museu Vale do Rio Doce – ES e MAM – RJ; Ivens Machado – Centro Cultural Oi Futuro; Franz Manata e Saulo Laudares – Casa de Cultura Laura Alvim – RJ, Marcos Chaves – Alucinação à beira-mar – Casa de Cultura Laura Alvim – RJ; Ana Linnemann-Cartoon – Casa de Cultura Laura Alvim – RJ; Cadu – Entardecer no ano do coelho; Ronald Duarte – Casa de Cultura Laura Alvim – RJ; Franklin Cassaro – Casa de Cultura Laura Alvim – RJ; Marta Jourdan – Casa de Cultura Laura Alvim – RJ; Waldemar Cordeiro – Itaú Cultural -SP e Paço Imperial-RJ; Elisa Magalhães – Centro Cultural Oi Futuro Ipanema; Entre a fazenda e o arranha céu – Arte contemporânea na fazenda São Luiz da Boa Sorte – RJ; Guilherme Vaz – CCBB-RJ; Moriconi – Centro Cultural dos Correios – RJ; Ferreira Gullar – BNDES – RJ; Gabriele Basilico – Centro Cultural Oi Futuro – RJ; Nan Goldin – MAM/RJ; Elisa Magalhães – Paço Imperial – RJ; Flamengo: história de uma paixão – Casa França Brasil; Museu Nacional vive – CCBB-RJ.

MARCELO CAMARGO
Atua com criação, execução, gerência, produção e edição de montagem, cenografia, museografia (exposições, feiras e eventos), edição de imagem. Trabalha há 42 anos na realização de diversos projetos, sempre relacionados ao meio museal, como guarda e conservação de acervos, montagem de exposições, produção de cenografia e eventos. Teve suas primeiras experiências no Museu de Folclore Edson Carneiro. Trabalhou nos escritórios da Fundação Nacional de Arte no Rio de Janeiro e no Instituto Nacional da Fotografia, que se transforma mais tarde na Coordenadoria de Artes Visuais. Também trabalhou no Arquivo Nacional, na Coordenadoria de Acesso e Difusão Documental, dentro da Programação Visual. Entre as atividades desenvolvidas destacam-se: pesquisa, levantamento, tombamento e classificação de acervos. Pesquisa de materiais e técnicas, orçamentos, cronogramas, projetos cenográficos, programação visual, produção gráfica, edição de imagens e coordenação de projetos. Tendo ainda experiência com mostras de fotografia, artes plásticas, projetos de criação de museus, montagem e como assistente da coordenação de museologia da 24° Bienal de Arte de São Paulo, sob a supervisão de Margareth de Morais. Coordenou feiras internacionais de arte e ciências. Organizou e criou manuais de montagem de exposições. Atualmente é assistente no atelier do artista Carlos Vergara.