Conversações Sobre Escritos de Arte

Conversações Sobre Escritos de Arte

Arquivo HO.

Professores: Fernando Cocchiarale e Marcos Bonisson

2º semestre 2019
14 de agosto a 27 de novembro
Quarta-feira, 10:00–12:00
R$ 350,00/mês

O curso tem como objetivo promover a discussão de questões da arte atual, a partir de leituras, referências e diálogos sobre escritos de arte.

Conteúdo
A proposta desse curso teórico concentra-se em diálogos livres a partir de textos escolhidos. Para pautar as conversações sobre escritos de arte, serão selecionados, cerca de dezesseis textos de filósofos, teóricos, artistas e curadores. Nesse sentido, para que todos os participantes possam lê-los, previamente, aos debates em aula. Entre os autores: Julia Kristeva, Hélio Oiticica, Lucy Lippard, Nietzsche, Waldemar Cordeiro, Sol Le Witt, Susan Sontag, Artur Barrio, Joseph Beuys, Lygia Clark, Michel Foucault, Ana Mendieta, Kasimir Malevich, Rosalind Krauss, Jacques Derrida, Carolyn Christov-Bakargiev, Tristan Tzara, Joseph Beuys, Tania Rivera, entre outras.

Dinâmica
Nas aulas serão trabalhadas múltiplas referências e escritos selecionados que abrangem áreas diversas e abordam ou, pelo menos tangenciam, assuntos interdisciplinares como: crítica e história da arte, produção artística, política, antropologia, mercado, instituições, galerias, trans-mídias, curadoria, etc. Textos que serão conversados por todos os participantes sob a orientação dos professores.

Referências
Arte & Ensaios – Revista do programa de pós-graduação em Artes Visuais, EBA – UFRJ.
FERREIRA, Glória; COTRIM, Cecília. Escritos de Artistas. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2006.
LARRY, Shiner. The Invention of Art: a cultural history. Chicago Press, 2001.
POIÉSIS – Revista do Programa de Pós-Graduação em Estudos Contemporâneos das Artes. UFF – RJ.
THORNTHON, Sarah. Sete Dias no Mundo da Arte. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2010.

Fernando Cocchiarale é professor de Filosofia do Departamento de Filosofia da PUC-RJ (desde 1978) e da Escola de Artes Visuais do Parque Lage desde 1990. Autor de livros como Abstracionismo Geométrico e Informal: A Vanguarda Brasileira dos Anos 50 (com Anna Bella Geiger), Rio de Janeiro, MEC/ Funarte, 1987 e Quem Tem medo da Arte Contemporânea, Recife, Fundação Joaquim Nabuco, Editora Massangana, 2006, publicou cerca de 200 artigos, textos e resenhas em coletâneas, catálogos Jornais e revistas de arte do Brasil e do exterior (tais como o Jornal do Brasil, RJ; Módulo, RJ; Guia das Artes, SP; Galeria e ArtNexus, Colombia). Foi membro da Comissão Curadora do Projeto Rumos Visuais de 1999 a 2000; curador-coordenador do mesmo Projeto entre 2001 / 2002 e, de novembro de 2000 a agosto de 2007, curador do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro. Foi curador da Casa de Cultura Laura Alvim, no Rio de Janeiro (2011/2012) e curador das mostras de arte contemporânea do Santander Cultural, Recife (2011). É doutor em Tecnologias da Comunicação e Estética pela Escola de Comunicação da UFRJ (2012). Em 2016 reassumiu a curadoria do MAM do Rio de Janeiro.

Marcos Bonisson é artista e mestre em Ciência da Arte (UFF). Nasceu e trabalha na cidade do Rio de Janeiro. É graduado em Letras e pós-graduado em Arte e Cultura. Estudou gravura, desenho, cinema e fotografia na EAV – Parque Lage (1977–1981) onde leciona, atualmente. Participou da 27ª Bienal Internacional de São Paulo (2006), da XIX Bienal Internacional de Cerveira em Portugal (2017) e foi selecionado para a terceira edição da BienalSur (2019). Tem participado em diversas mostras coletivas e festivais de filmes experimentais no Brasil e no exterior. Os mais recentes são: Americas Film Festival of New York (2019). Exposição: O Rio dos Navegantes (MAR / 2019). Exposição: A Paisagem no acervo do MAM-RJ (2019). O artista publicou o Livro Arpoador (Editora Nau, 2011), o Catálogo Pulsar (Editora Binóculo, MAM, 2013) e o Livro ZiGZAG publicado pela Editora Bazar do Tempo e lançado no Paris-Photo em 2017. Suas mais recentes exposições individuais foram no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro em 2013, na Maison Européenne de la Photographie (MEP-Paris) em 2015 e na Galeria do Parque Lage em 2018.