EAV Parque Lage

CRONOGRAMA - PEDRA E AR

CRONOGRAMA - PEDRA E AR

APRESENTAÇÃO

CRONOGRAMA

LISTA DE ARTISTAS
SELECIONADOS

CRONOGRAMA DE AULAS | JANEIRO
 

CICLO MATÉRIAS
Contra a separabilidade do mundo, como pensar e agir com as matérias sem negligenciar suas agências e subjetividades? Como não escamotear as dimensões históricas das materialidades? “Como descolonizar a matéria?” (Denise Ferreira da Silva). Como disputar os usos, as experiências e as vidas das matérias com os formalismos conservadores, que costumeiramente as estacionam em versões duras, paradas, rígidas, fixas, unívocas, universais e bem-definidas?

Terça-feira
12/01, 10h às 12h

HISTÓRIAS COM PABLO ASSUMPÇÃO

A partir da fala de professores convidades, o encontro visa apresentar referenciais teóricos sobre o tema do ciclo referente. Crítica e analiticamente, desejamos estabelecer relações entre contextos, experiências, movimentos, acontecimentos e debates históricos em torno do tema e seus possíveis desdobramentos e abordagens contemporâneas.

    PABLO ASSUMPÇÃO
Estuda e escreve sobre corpo, política e estética social, performance e performatividade, gênero e sexualidade. Vive e trabalha em Fortaleza, onde é professor do Programa de Pós-Graduação em Artes da Universidade Federal do Ceará.

 
_

Quinta-feira
14/01, 10h às 12h

PRÁTICAS COM BRUNA KURY

Encontros nos quais serão realizados exercícios a partir de provocações
poéticas trazidas por artistas convidades. Valorizaremos exercícios coletivos que invistam na sugestão de uma experiência comum realizada remotamente pelos participantes.

    BRUNA KURY
Anarcatransfeminista, performer, artista visual e sonora. Focada em criações atravessadas por questões de gênero, classe e raça (contra o cis-tema patriarcal heteronormativo compulsório vigente e a opressões estruturais-GUERRA de classes).

 
_

Terça-feira
19/01, 10h às 12h

PROBLEMATIZAÇÕES COM MARIO NOVELLO, PAULO PAES, TÉRCIO ARARIPE AULA ABERTA COM TRANSMISSÃO NO YOUTUBE

Convidades de várias áreas de atuação compartilham suas perspectivas (sociais, epistemológicas, políticas, teóricas) em uma mesa de debates em torno do tema do referido ciclo. Os encontros de PROBLEMATIZAÇÕES serão transmitidos online, pelo YouTube da Escola e estarão abertos ao público em geral.

    MARIO NOVELLO
Rio de Janeiro, 1942. Professor Emérito do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas. Recebeu em 2004 o título de Doutor Honoris Causa pela Universidade de Lyon (França) por seus estudos sobre modelos cosmológicos sem singularidade. Autor de O que é Cosmologia? A Revolução do Pensamento Cosmológico (Zahar, 2006), entre diversas outras publicações. É editor da revista-eletrônica Cosmos e Contexto sobre cultura científica. [www.cosmosecontexto.org.br]

 

    PAULO PAES
Nascido em Belém do Pará, em 1960, mudou-se para o Rio de Janeiro em 1978, ingressando na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, onde permaneceu como aluno e depois professor até 1992. Hoje, reside em Cabo Frio-RJ, situado no litoral norte do Rio de Janeiro. O objeto atual de sua pesquisa é a rotina em torno de estruturas subaquáticas inseridas no bioma para atrair e fixar vida, produzindo uma cultura material relacionada a esta rotina.

 

    TÉRCIO ARARIPE
Tércio Araripe Gomes da Silva, luthier, ingressou no curso de música da UECE no ano de 1989, desenvolvendo nesta época grande aptidão para criação de instrumentos, dedicando-se a pesquisa com Mestres da Cultura desde 1997, conseguiu unir a técnica acadêmica ao experimentalismo, resultando em uma gama de instrumentos que se utilizam na sua confecção de matéria prima orgânica.

 

_

Quinta-feira
21/01, 10h às 12h

REFLEXÕES COM CLARISSA DINIZ E ULISSES CARRILHO

Encontros dedicados a uma conversa aberta entre participantes e professores orientadores do curso, na qual serão retomadas as reflexões de cada ciclo temático, provocando trocas, críticas e elaborações compartilhadas entre todes.

    CLARISSA DINIZ
É curadora, escritora e professora em artes. Graduada em artes pela UFPE, mestre em história da arte pela UERJ e doutoranda em antropologia pela UFRJ, foi editora da revista Tatuí (revistatatui.com.br). Além de alguns livros publicados, tem textos incluídos revistas e coletâneas sobre arte e crítica de arte, a exemplo de Criação e Crítica – Seminários Internacionais Museu da Vale (2009); Artes Visuais – coleção ensaios brasileiros contemporâneos (Funarte, 2017); Arte, censura, liberdade (Cobogó, 2018); Amérique Latine: arts et combats (Artpress, março 2020). Desenvolve curadorias desde 2008 e, entre 2013 e 2018, atuou no Museu de Arte do Rio – MAR, onde realizou projetos como Do Valongo à Favela: imaginário e periferia (cocuradoria com Rafael Cardoso, 2014); Pernambuco Experimental (2014) e Dja Guata Porã – Rio de Janeiro Indígena (cocuradoria com Sandra Benites, Pablo Lafuente e José Ribamar Bessa, 2017). Em 2019, organizou a mostra À Nordeste (cocuradoria com Bitu Cassundé e Marcelo Campos. Sesc 24 de Maio, São Paulo) e integrou o Curso de Formação e Deformação da EAV, processo anticoncluído com a exposição Estopim e Segredo.

 

    ULISSES CARRILHO
Curador da Escola de Artes Visuais do Parque Lage e ex-aluno da mesma escola. Pós-graduado em Economia da Cultura (UFRGS), estudou Comunicação Social (PUCRS) e Letras – Português/Francês (UFRGS). Iniciou sua trajetória como assistente de direção do Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul. Integrou a equipe de relacionamento institucional da Fundação Bienal do Mercosul (Porto Alegre) e da galeria Rolando Anselmi (Berlim, Alemanha). Desde 2015 trabalha na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, com Lisette Lagnado, como assistente de direção e curador assistente. Em 2018, assumiu a curadoria de Ensino e Programa Público da escola. Vive no Rio de Janeiro.

 


Realização e apoio