Crowdfunding

Crowdfunding

A QUEERMUSEU
PROGRAMAÇÃO
CROWDFUNDING
LEGADO
AÇÃO EDUCATIVA
O maior financiamento coletivo do Brasil

A fim de contrariar a censura imposta, o Parque Lage realizou uma campanha de financiamento coletivo, na qual bateu recorde de maior campanha realizada no Brasil, chegando a marca de mais de 1 milhão de reais e 1678 de participantes.

Inicialmente meta foi fixada em 690.000 reais, após essa primeira etapa a meta foi aumentada mais 2 vezes: a segunda em 890.000 reais e a terceira em 1.000.000 reais, que foi ultrapassada por 81.176 reais, acarretando na ampliação do projeto. Alcançou-se o objetivo para reforma das Cavalariças do Parque Lage, onde ficará hospedada a exposição.

Como recompensa para os apoiadores do financiamento coletivo, foram oferecidos diversos benefícios, dentre eles, camisa com o tema “Quanto mais Queer melhor”, catálogos, obras e múltiplos cedidos gratuitamente pelos artistas: Rosângela Rennó, Nino Cais, Marcos Chaves, Matheus Rocha Pitta, Paulo Bruscky, Guto Lacaz e Carla Chaim.

Conheça o site do financiamento coletivo:
benfeitoria.com/queermuseu

Clique aqui e conheça a lista de nomes dos apoiadores.

Levante Queremos Queer

Além da campanha realizada pela plataforma Benfeitoria, o Parque Lage ofereceu o Levante Queremos Queer, em fevereiro de 2018, evento realizado em parceria com Dyonne Boy (coordenadora executiva do Jongo da Serrinha) e Julio Barroso (agitador cultural e integrante do Ocupa Carnaval), que contou com programação infantil, debates e música oferecida por diversos grupos, como Afoxé Filhos de Gandhi e Bateria da Mangueira. Em maio do mesmo ano será realizado um novo evento Levante Queer, com uma nova programação para o sábado dia 26.

Saiba mais sobre a programação do Levante Queremos Queer:
eavparquelage.rj.gov.br/levante-queremos-queer

#mariellepresente e show Caetano contra Censura

O assassinato da vereadora da cidade do Rio de Janeiro, Marielle Franco, mulher, negra e homossexual, em 14 de março de 2018, como uma triste coincidência, antecedeu o show “Caetano contra Censura”, realizado no dia seguinte no Parque Lage, a fim de dar início ao leilão de obras para financiamento da exposição. O leilão se deu de forma silenciosa como de luto e protesto e as obras foram vendidas não no momento, mas durante a semana para os presentes no leilão.

Agradecemos aos artistas, familiares e galerias que generosamente doaram suas obras para o leilão de financiamento:
Adriana Varejão
Adriano Costa
Afonso Tostes
Alvaro Seixas
Ana Flores
Ana Holck
Angelo Venosa
Anna Bella Geiger
Antonio Dias
Antonio Manuel
Antonio Obá
Artur Lescher
Barrão
Beth Jobim
Brígida Baltar
Bruno Dunlay
Cabelo
Cadu
Carlito Carvalhosa
Carlos Vergara
Caroline Valansi
Chiara Banfi
Cintia Ribas
Claudia Melli
Cristián Silva-Avária
Daniel Lannes
Daniel MurgelDaniel Steegmann Mangrané
Deborah Engel
Deyson Gilbert
Ding Musa
Dudi Maia Rosa
Eduardo Berliner
Eduardo Coimbra
Efrain Almeida
Elvis Almeida
Enrica Bernardelli
Ernesto Neto
Estela Sokol
Estudio Mameluca
F. Marques Penteado
Fernanda Gomes
Flávio Cerqueira
Franz Manata
Gabriela Machado
Gilda Vogt
Gisele Camargo
Iole de Freitas
Iran do Espírito Santo
Iris Helena
Jorge Guinle (Marco Rodrigues)
Jorge Menna Barreto
José Bechara
José Patricio
Julia Kater
Leandro Barboza
Lenora de Barros
Luiz Zerbini
Marcos Bonisson
Mauro Piva
Mauro Restiffe
Neville D’Almeida
Niura Bellavinha
Nuno Ramos
Opavivará
Otavio Schipper
Paulo Climashauska
Paulo Monteiro
Paulo Nazareth
Hélio Oiticica (Projeto HO)
Rafael Alonso
Raul Mourão
Roberto Winter
Rodolpho Parigi
Rosana Palazyan
Saulo Laudares
Sergio Sister
Thiago Martins de Melo
Tony Camargo
Úrsula Tautz
Vivian Caccuri

A queermuseu e a judicialização da arte

A EAV Parque Lage promoveu, no dia 18/05, o debate “A Queermuseu e a Judicialização da Arte no Brasil”, reunindo cinco experts da área jurídica para debater a censura da exposição Queermuseu. A conversa sobre direitos constitucionais, arte e cultura contou com a presença de Fabio Szwarcwald (diretor da EAV), Marcelo Viveiros de Moura, Daniel Sarmento, Deborah Duprat, Joaquim Falcão, Nélio Machado e mediação de Demian Guedes.

Saiba mais sobre a programação desse evento:
eavparquelage.rj.gov.br/queermuseu-judicializacao-da-arte

Levante Queer

No Sábado dia 26 de maio, ocorreu a segunda edição do Levante. A programação fez parte da plataforma curatorial da exposição Queermuseu no Parque Lage. Um grande movimento contra a censura e a intolerância, dando voz às mais diversas manifestações artísticas brasileiras.

O dia seguiu embalado por apresentações de grupos ligados à cultura popular, como o Afoxé Filhos de Gandhi e o Carimbloco. A bateria mirim da Grande Rio também integrou a programação, que contou ainda com Tyaro Maya, Chico Chico, Duda Brack, Caio Prado e outros. O Levante Queer teve produção da Escola de Artes Visuais do Parque Lage em parceira com Julio Barroso (produtor cultural, integrante do Ocupa Carnaval) e Dyonne Boy (coordenadora executiva do Jongo da Serrinha).

A partir das 14h, após introdução do diretor da EAV, Fabio Szwarcwald, e do curador Ulisses Carrilho, começaram os debates, no Salão Nobre. A primeira mesa, com o tema ‘periferia ocupa’, teve mediação de Julio Barroso (segue abaixo programação completa com os integrantes). A segunda, mediada por Carrilho, discorreu sobre as narrativas queer.

Saiba mais sobre a programação do Levante Queer:
eavparquelage.rj.gov.br/levante-queer