Exposição como meio

Exposição como meio

Mira Schendel, Ondas paradas de probabilidade, 1969. Bienal (2013), Montagem

Professora: Sonia Salcedo de Castillo

Férias 2019
06 de fevereiro a 27 de fevereiro
Quarta-feira, 18:30–20:30
R$ 380,00/mês

Público-alvo
Artistas, curadores, designers, historiadores, produtores, pesquisadores, criadores e demais profissionais interessados no campo das exposições de arte como meio de criação e/ou pesquisa para exercitar o sua própria poética.

Objetivos
Promover uma reflexão sobre as exposições de arte, enquanto meio da prática e do discurso da experiência artística. Mediante e um panorama do que foi feito e discutido na expografia do século XX – da estética do espaço expositor à estética no espaço expositivo, passando por considerações acerca do lugar expositivo como veículo estético –, diferentes relações entre arte, espaço e montagem colocam em debate o papel das exposições na contemporaneidade.

Ementa
Partindo da modernidade, as exposições deixam de ser uma manifestação lateral das proposições artísticas, assumindo papel determinante no discurso artístico. Um panorama da expografia da arte do século XX indica a compreensão das exposições em seus aspectos mais gerais e seu papel determinante na visualidade contemporânea.

O curso promove uma reflexão sobre as exposições de arte, enquanto meio da prática e do discurso da experiência artística. Mediante mostras exemplares, aborda diferentes relações entre arte, espaço e montagem, para colocar em debate o papel das exposições na contemporaneidade e estimular um ensaio expositivo coletivo, como trabalho final.

Bibliografia
BELTIN, Hans. O fim da história da arte. São Paulo: Cosac Naif, 2005.
CASTILLO, Sonia Salcedo del. Cenário da arquitetura da arte – montagens e espaços de exposições.Coleção Todas as Artes. São Paulo: Martins Fontes, 2008.
DÉOTTE, Jean-Louis; HUYGHE, Pierre. Le jeu de l’exposition. Paris: L’Harmattan, 1998.
GONÇALVES, Lisbeth Rebollo. Entre Cenografias – O Museu e a Exposição de Arte no Século XX. São Paulo: Edusp, Fapesp, 2004.
GRIMP, Douglas. Sobre as ruínas do museu. São Paulo: Martins Fontes, 2005.
O’DOHERTY, Brian. No Interior do Cubo Branco: A Ideologia do Espaço da Arte. São Paulo: Martins Fontes, 2007.
RICO, Juan Carlo. Museos, arquitectura, arte: los espacios expositivos. Madrid: Silex, 1994.

Sonia Salcedo
Sonia Salcedo é Arquiteta e Urbanista (USU-RJ), Cenógrafa (UNI-RIO), Especialista em História da Arte e da Arquitetura (PUC/RJ), Mestre em História e Critica da Arte (EBA/UFRJ) e Doutora em Artes Visuais (EBA/UFRJ/RJ). É profissional da Fundação Nacional de Arte (Funarte) integrante do corpo técnico do Centro de Artes Visuais no âmbito curatorial. Pesquisadora e docente é autora dos livros Cenário da Arquitetura da Arte – montagens e espaços de exposições , Poética Expositiva e Arte de Expor – cuadoria como expoesis. Artista curadora idealizou exposições no Rio, São Paulo e outras cidades brasileiras e estrangeiras, assim como Bruxelas, Frankfurt, Merida, Colonia e Buenos Aires. Arquiteta premiada pela UIA, tem experiência carnavalesca, televisiva e teatral realizando cenário, figurino, pesquisa e produção de arte.