EAV Parque Lage

FIOS PARA LABIRINTOS

Professor: MARIANA MANHÃES

Cursos semestrais
04 de agosto a 24 de novembro.
Quartas, de 19h às 21h
R$ 1.520,00 ou 4x de R$ 380,00

butao_matriculabutao_matriculabolsa

*Leia atentamente todas as normas de matrícula antes de se inscrever. Clique aqui.
A matricula online não oferece desconto. A política de descontos só é oferecida na matrícula com pagamento via boleto bancário.

 

SOBRE 

Fios para Labirintos propõe o acompanhamento dos processos dos artistas do grupo. O título do curso faz referência ao processo de criação poética, seus labirintos e seus caminhos possíveis. Sabemos o quanto o trabalho solitário de ateliê pode ser angustiante, levando-nos muitas vezes a passagens sombrias e becos sem saída. Portanto, a intenção do curso é promover um espaço de convívio e troca de ideias, a fim de apontar uma luz no fim do túnel. Acreditamos que, ao compartilhar as tensões e dúvidas com outras pessoas, fios são desenrolados, caminhos são desvendados e atalhos são conhecidos e iluminados, atenuando assim as tensões e solidões indesejadas.

CONTEÚDO

Serão abordados os processos de cada participante, portanto o conteúdo é dinâmico e as aulas são construídas de maneira intuitiva e orgânica, ou seja, de acordo com o que cada artista e sua obra solicitam.
Alguns assuntos que já foram levantados por conta de obras apresentadas: vidas dos artistas, mudanças climáticas, Werner Herzog, portfólio, Antropoceno, Pós-Humanismo, literatura em geral, metamodernismo, vampiros, arquitetura, Goya, árvores, memória, Povos da Floresta, tempo, bordados, celtas, vida urbana, racismo, marginalização, imaginação, silêncio, Gaston Bachelard, a Floresta como forma de pensar, Trolls, etc.

 

DINÂMICA

Acompanhamentos individuais com debates coletivos em aula

PÚBLICO

Indicado para pessoas com processos artísticos em andamento

RECURSOS NECESSÁRIOS

Acesso à internet
Computador ou celular com câmera

SECRETARIA 

– Todos os cursos online e presenciais emitem certificados.

– A política de bolsas só é oferecida na matrícula com pagamento via boleto bancário.

REFERÊNCIAS

AIRA, César. Um Acontecimento na Vida de um Pintor Viajante. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2006.
BACHELARD, Gaston. A Chama de uma Vela. Rio de Janeiro: Bertrand, 1989.
_________; A Poética do Devaneio. São Paulo: Martins Fontes, 2006.
_________; A Terra e os Devaneios da Vontade. São Paulo: Martins Fontes, 2001.
_________; A Terra e os Devaneios do Repouso. São Paulo: Martins Fonte, 2003.
_________; A Poética do Espaço. São Paulo: Martins Fontes, 2003.
_________; O Ar e os Sonhos. São Paulo: Martins Fontes, 2001.
BALZAC, Honoré de. A Obra-Prima Ignorada. São Paulo: Iluminuras, 2012.
BAKER, J.A. The Peregrine. Nova Iorque: The New York Review of Books.
BORGES, Jorge Luis. O Aleph. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.
_________; O Livro de Areia. Rio de Janeiro: Globo, 2001.
HARAWAY, Donna J. Staying with the Trouble – making kin in the Chthulucene. Estados Unidos: Duke University Press, 2016.
HARRISON, Robert Pogue; Forests: The Shadow of Civilization. Chicago: University of Chicago Press, 1993.
HERTZBERG, Ludvig. Jim Jarmusch: Interviews. Estados Unidos: University Press of Mississipi, 2013.
ISAACSON, Walter. Leonardo da Vinci. São Paulo: Intrínseca, 2017.
JENNINGS, Patricia. Georgia O’Keffee’s Hawai’i. New York: Bess Press, 2011.
KAFKA, Franz. A Construção; in: Um Artista da Fome / A Construção. São Paulo: Companhia das Letras,1998.
KIEFER, Anselm. Notebooks, Volume 1, 1998-99. Londres: Seagull Books, 2015.
LIPPARD, Lucy R.; Overlay: Contemporary Art and the Art of Prehistory. Nova Iorque: New Press Editions, 1995.
LYNCH, David. Em Águas Profundas: criatividade e meditação. São Paulo: Gryphus Editora, 2015.
MARDER, Herbert; Virginia Woolf – A medida da vida. São Paulo: CosacNaify, 2011.
RILKE, Rainer Maria. Cartas a um Jovem Poeta. São Paulo: Globo, 2013.
SHEPHERD, Nan. The Living Mountain. Grã-Bretanha: Canongate Books, 2014.
SMITH, Patti. Só Garotos. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.
TARKOVSKI, Andrei. Diários 1970-1986. São Paulo: É Realizações, 2012.
TAVARES, Braulio (Org.). Contos Fantásticos do Labirinto de Borges. São Paulo: Casa da Palavra, 2003.
TOMKINS, Calvin. A Vida dos Artistas. São Paulo: Bei, 2009.
TSING, Anna; Sawanson, Heather; Bubandt, Nils (Ed.). Arts of Living on a Damaged Planet. Minneapolis: University of Minnesota Press, 2017.
WILDE, Oscar. O Retrato de Dorian Gray. Lisboa: Relógio D’Água Editores, 1998.
FILMES:
Amantes Eternos. Direção de Jim Jarmusch, 2013.
Beleza Roubada. Direção de Bernardo Bertolucci, 1996.
Border. Direção de Ali Abbasi, 2018.
Caravaggio. Direção de Derek Jarman, 1985.
Cave of Forgotten Dreams. Direção de Werner Herzog, 2011.
Duna de Jodorowsky. Direção de Frank Pavich, 2013.
Frank. Direção de Lenny Abrahamson, 2014.
Goya. Direção de Carlos Saura, 1999.
La Belle Noiseuse. Direção de Jacques Rivette, 1991.
Mr. Turner. Direção de Mike Leigh, 2014.
O Fim da Turnê. Direção de James Ponsoldt, 2016.
O Piano. Direção de Jane Campion, 1993.
O Último Retrato. Direção de Stanley Tucci, 2018.
Orlando. Direção de Sally Potter, 1992.
Paterson. Direção de Jim Jarmusch, 2016.

MARIANA MANHÃES
Artista que faz uso de diversos tipos de mídias, Mariana participou de exposições em instituições e galerias no Brasil, Alemanha, Estados Unidos, França, Inglaterra, China e Canadá. Realizou exposições individuais no CCBB-RJ, Paço Imperial (RJ), MAC Niterói (RJ) e, mais recentemente, na Central Galeria (SP). Recebeu diversos prêmios e bolsas de instituições como Funarte, Salão da Bahia (Prêmio Gilberto Chateaubriand), entre outros. Em 2006 e 2017 foi finalista do Prêmio CNI SESI Marcantônio Vilaça. Participou também de residências artísticas em The Mattress Factory Art Museum (EUA) e na Bienal de Vancouver (Canadá).
Site: www.marianamanhaes.com
Instagram: @_marianamanhaes