PROGRAMA FORMAÇÃO E DEFORMAÇÃO GRATUITO 2019 – EMERGÊNCIA E RESISTÊNCIA

PROGRAMA FORMAÇÃO E DEFORMAÇÃO GRATUITO 2019 – EMERGÊNCIA E RESISTÊNCIA

Hélio Oiticica. Bolide B34 Bacia 1, 1966 [detalhe]

PROGRAMA FORMAÇÃO E DEFORMAÇÃO GRATUITO 2019

Programa de formação em arte e de acompanhamento do desenvolvimento de trabalhos artísticos, para até 25 artistxs-bolsistxs. Com duração de 9 meses, é configurado por cursos intensivos, palestras, visitas a ateliês e encontros de discussão acerca dos trabalhos de seus integrantes.
 
EMERGÊNCIA E RESISTÊNCIA

Apresentação
Em 1978, a Escola de Artes Visuais do Parque Lage realizava a exposição “Espaço de Emergência, Espaço de Resistência”, que documentava os três anos iniciais de atuação da EAV, fundada em 1975 como uma escola livre. A exposição apontava, por isso, para um corpo de artistas “marginalizados pelo sistema acadêmico-cultural vigente”, incapaz de fomentar e de responder às urgências da arte e suas resistências à ditadura civil-militar então em curso. Uma escola livre transformava-se, assim, num espaço de emergência para o que não encontrava possibilidade de eclosão em outros territórios e, de resistência, para aquilo que precisava de um lugar para fincar os pés.

Mais de quatro décadas depois, a mesma Escola de Artes Visuais se propõe a atualizar suas reflexões sobre aquilo e aquelxs que resistem ou/e emergem. O que se propõe às coletividades que conformam a EAV é atualizar esses termos e seus sentidos diante da atual complexidade do campo da arte em suas circunscrições sociais, culturais, econômicas, políticas e éticas: quarenta anos depois, a despeito de permanecermos ocupando, com uma Escola, a floresta e o casarão do Parque Lage, já não estamos mais no mesmo lugar.

Mover-se faz-se, por isso, necessário. Se a efervescência do campo da arte e da atuação experimental da Escola nos anos 1970 nos legou o imaginário de que confluíam, para a EAV, alguns dos mais resistentes e emergentes esforços de criação de então, talvez hoje possamos alargar essa perspectiva centrípeta. Assim, o Programa Formação e Deformação 2019 propõe ir além da Escola para entender — no corpo, na cidade e na coletividade — o que não lhe cabe, nem lhe basta. Desejando perfurar o quase canônico espaçocentrismo das escolas, nesta edição do Programa propõe-se — física e metaforicamente — entrar e sair continuamente da EAV, cartografando e trocando, afetiva e politicamente, com aquilo e aquelxs que resistem e que emergem para além das práticas da arte, da educação ou da liberdade que historicamente têm configurado a Escola de Artes Visuais do Parque Lage.

Metodologia
Nos nove meses de programa, buscaremos a construção de uma coletividade na qual experimentaremos processos de formação e deformação em arte, a partir de uma contínua fricção crítica entre xs participantxs, os conteúdos e as metodologias estruturantes do programa. Para isso, Emergência e Resistência mescla:

Cursos intensivos, encontros de formação teórico-prática que serão ministrados por professorxs de diferentes áreas do conhecimento, instigados a contribuir com a formação do grupo a partir da questão central do curso em interseção com suas pesquisas e experiências.

Visitas a ateliês, que na edição de 2019 terá como recorte e posicionamento o mapeamento dos espaços de trabalho de artistas mulheres que atuam no Rio de Janeiro, contribuindo para processos de reescrita da história e para redução das assimetrias de gênero no processo formativo em artes.

Encontros de acompanhamento dos artistas-bolsistas, são momentos no qual as pesquisas e interesses dxs participantxs serão partilhadas com o coletivo – interlocutorxs e colegas de formação. Nesses encontros, o processo de interlocução será construído a partir das contribuições, referências, problematizações e críticas trazidas pela coletividade, num processo continuado de escuta e discussão que se adensará ao longo dos 9 meses do programa. As contribuições trazidas pelos cursos intensivos também serão entrecruzadas às poéticas dxs artistxs-bolsistxs participantes nesses encontros.

Com o interesse em ampliar as relações dos participantes com seus respectivos contextos de pesquisa e com a cartografia política e afetiva da cidade, xs artistxs-bolsistxs serão convidadxs a propor os locais nos quais esses encontros serão realizados.

Entrevistas com professores artistas da Escola de Artes Visuais do Parque Lage, encontros pensados para a troca de saberes entre artistxs em formação e artistxs formadores. São encontros que buscam a convivência com a Escola na sua integralidade, pensando-a como um laboratório e espaço para interlocução entre diferentes gerações, linguagens, interesses e estratégias político-poéticas.

Organização e periodicidade

O programa é presencial e tem caráter intensivo, com encontros divididos ao longo de um ano letivo entre os meses de abril e dezembro, tendo como desdobramento uma exposição a ser organizada pelo grupo.


Cronograma
PERÍODO DE CANDIDATURA: 8 a 25 março 2019
DIVULGAÇÃO DO RESULTADO: 28 março 2019
INÍCIO DAS AULAS: 9 abril 2019


Estrutura
Os artistas-bolsistas terão o seguinte ritmo:

  • 3h de cursos intensivos em arte e cultura. As aulas acontecem às quintas, das 10h às 13h, na Escola de Artes Visuais do Parque Lage;
  • 3h de seminários de acompanhamento. Os encontros acontecem às quintas, das 19h às 22h, em local definido pelos artistas-bolsistas;
  • 3h de visitas a ateliês de artistas mulheres. Os encontros às sextas, das 10h às 13h, quinzenalmente, com locais a definir;
  • 3h de um curso livre na Escola de Artes Visuais do Parque Lage. O artista-bolsista tem gratuidade para envolver-se em um dos cursos livres oferecidos pela EAV, sem horário predefinido.
  • 2h de entrevistas públicas com artistas-professores da Escola de Artes Visuais do Parque Lage, nas sextas, das 10h às 13h, mensalmente;

*No mês de julho os artistas-bolsista terão uma semana de aulas intensivas, entre os dias 01 a 06 de julho, das 14h às 22h. O restante do mês será destinado ao recesso dos bolsistas e professores.


CRONOGRAMA DE AULAS

  • Aulas inaugurais – 09/04 (primeiro semestre) e 02/08 (segundo semestre)
  • Cursos intensivos e Encontros de Acompanhamento – 11, 18 e 25/04; 02, 09, 16, 23 e 30/05; 10, 13 e 27/06; 01, 02, 03, 04 e 05/07; 01, 08, 15, 22 e 29/08; 05, 12, 19 e 26/09; 03, 10, 17, 24 e 31/10; 07, 14, 21 e 28/11.
  • Visitas a ateliês – 12 e 26/04; 10 e 24/05; 07 e 28/06; 09 e 23/08; 06 e 20/09; 04 e 18/10; 01 e 29/11
  • Entrevistas com artistas professores da EAV – 19/04, 17/05, 14/06; 16/08; 13/09; 11/10; 08/11

 
O que precisa para se candidatar:
*Favor ler com atenção!
Para realizar a candidatura é necessário preencher o seguinte formulário*: clique aqui.
Com os seguintes anexos:

1) Currículo
Portfólio
Vídeos (opcional)
Obs: o portfólio, currículo, as imagens ou vídeos do candidatx deverão estar hospedados em plataformas on-line, pois o formulário não aceita anexos, apenas links.

O formulário de candidatura ficará disponível até às 23h59 do dia 25 de março. Não haverá prorrogação do prazo. Não aceitaremos candidaturas fora do cronograma definido.
2) Todxs que se candidatarem serão avaliadxs.
3) No processo seletivo levaremos em conta diversidade de gênero, social e étnico-racial. Nosso interesse é pela constituição de um grupo com interesses e temas de pesquisa plurais. Ressaltamos ainda que esses critérios também se aplicam ao corpo de professorxs – cuja conformação do programa considera também, na escolha do corpo docente, a importância da experiência inter-geracional.
4) Antes de enviar sua candidatura, avalie sua disponibilidade de tempo para iniciar e permanecer no curso.
5) Toda participação no programa é gratuita.
6) Por sua vez, os custos com passagem, alimentação e moradia são de responsabilidade dx artistx-bolsistx.
7) Informações e dúvidas podem ser enviadas para o e-mail: deformacao.eavparquelage@gmail.com

*Todos esses envios deverão ser feitos exclusivamente pelo formulário de inscrição.


Concepção
ULISSES CARRILHO
CLARISSA DINIZ

Coordenação de ensino
GLEYCE KELLY HEITOR