EAV Parque Lage

Fotografia Expandida [Edição Especial]

Fotografia Expandida [Edição Especial]

New Portraits de RICHARD PRINCE Vista da exposição. Galeria Gagosian. Reprodução do Instagram @brownartconsulting 2020

Professora: Denise Cathilina

Semestral 2021.1
Turma 1 – 01 de março a 21 de junho. Segundas, de 14h às 17h
Turma 2 – 01 de março a 21 de junho. Segundas, de 19h às 22h
R$ 1.520,00 ou 4x de R$ 380,00

butao_matriculabutao_matriculabolsa

*Leia atentamente todas as normas de matrícula antes de se inscrever. Clique aqui.
A matricula online não oferece desconto. A política de descontos só é oferecida na matrícula com pagamento via boleto bancário.

FOTOGRAFIA, ARTE CONTEMPORÂNEA, TRANSMÍDIA, FOTOGRAFIA HÍBRIDA

SOBRE 

O curso prático e introdutório pretende discutir, a partir das ideias de Vilém Flusser, a fotografia para além das questões técnicas e estimular o desenvolvimento de uma linguagem pessoal. Nosso objetivo é propiciar a orientação e o aprofundamento do discurso e da prática relacionada às imagens.

O curso Fotografia Expandida tem como proposta de trabalho explorar as fronteiras da fotografia contemporânea e seus hibridismos e, nesse momento, não poderíamos ficar alheios às modificações trazidas pela virtualização, às novas maneiras de estar no mundo e de produzir arte. É imperativo pensar sobre as potencialidades trazidas pelo meio virtual. Na edição deste semestre foram incluídos os temas: foto-ebook, montagem de exibições em ferramentas 3D, foto-projeções e pinhole digital.  Anthotype, fotografia feita com vegetais desenvolvida por Sir John Herschel, em 1842, é uma técnica que exige tempo, observação e experimentação. Cria uma fotografia fugaz, delicada, natural e ecológica.

CONTEÚDO

– A fotografia como expressão poética de conceitos. Reflexão teórica sobre os exercícios apresentados.

– Interferindo na máquina fotográfica. Experimentação crítica dos diversos dispositivos de produzir fotografias: analógicos, digitais, industriais e artesanais, como a pinhole digital e a câmera obscura.

– Interferindo na imagem fotográfica. Técnicas fotográficas históricas. Fotografia e as impressões gráficas. Colagem e negativos construídos. Fotografia e a imagem em movimento. Edição digital. Foto-ebook. Montagem de exibições em ferramentas 3D. Foto-projeção.

– A fotografia híbrida. Foto-objeto. Foto-instalação. Fotografia e performance.

– Orientação para a criação e desenvolvimento de um projeto ao final do curso.

DINÂMICA

Aula expositiva em videoconferência

Exercícios semanais com acompanhamento coletivo em aula

Compartilhamento de referências semanais com debates coletivos em aula

Acompanhamentos individuais com debates coletivos em aula

PÚBLICO

Indicado para pessoas interessadas em desenvolver processos artísticos e para pessoas com processos artísticos em andamento.

Não exige conhecimentos prévios.

REFERÊNCIAS

WEBB, Jeremy. Creative Vision – Digital & Traditional Methods for Inspiring Innovative Photography. Switzerland, AVA Publishing .2005.

FLUSSER, Vilém – Filosofia da Caixa Preta: ensaios para uma futura filosofia da fotografia. Rio de Janeiro. Relume Dumará.2002.

MACHADO, Arlindo – A Fotografia como expressão do Conceito. Revista Studium- Unicamp. Disponível em,

SANTAELLA, Lucia e NOTH, Winfried. Imagem Cognição e Mídia. São Paulo: Iluminuras, 2001

RECURSOS NECESSÁRIOS

Acesso à internet

Computador ou celular com câmera

Máquina fotográfica de qualquer tipo

Programa de edição de imagens

SECRETARIA 

– Todos os cursos online e presenciais emitem certificados.

– A política de bolsas só é oferecida na matrícula com pagamento via boleto bancário.

DENISE CATHILINA

Artista Visual, fotógrafa, professora de artes, curadora e ex-atriz. Vive e trabalha no Rio de Janeiro. Tem como interesse de pesquisa a fotografia híbrida, imagem técnica e os cruzamentos entre a alta e a baixa tecnologia. Com participação em diversas exposições em instituições no Brasil – Paço Imperial, Museu de Arte Moderna, Casa França Brasil, Centro de Artes Hélio Oiticica, Oi Futuro Rio de Janeiro – e no exterior – Museu de Arte Contemporânea de Rosário (Argentina), Galería Pasaje 17 (Buenos Aires), Galeria Gedok (Alemanha), onde realizou uma residência artística (Munique). Em 1996 inicia trajetória como professora da Escola de Artes Visuais do Parque Lage. Como curadora, já produziu cerca de 30 exposições de jovens artistas. Realizou a curadoria das duas últimas exposições da artista e arte-educadora, Regina Alvarez. Desde 2004 realiza pesquisas em web arte, game arte e internet, com participação no Festival Internacional de Cultura Digital, MAM/RJ (2011). Atualmente explora em seus trabalhos e reflexões as fronteiras entre a arte, a comunicação e o ensino da arte no ciberespaço e no ambiente dos jogos eletrônicos. É mestranda do PPGArtes-UERJ e integra o Núcleo de Pesquisa “Fotografia, Imagem e Pensamento” (Eco/UFRJ).