Laboratório têxtil: cores da natureza

Laboratório têxtil: cores da natureza

Luciane Villanova. Variação sobre trabalho de monotipia, 2019.

Professores: Susana Spadaccini e Beatriz Finkielsztejn

Curso intensivo 2019
03 de setembro a 26 de novembro
Terça-feira, 10:00–13:00
R$ 380,00/mês

Laboratório de impressão botânica, com introdução ao tingimento natural têxtil e a outras técnicas, como tie dye, serigrafia, estênceis e carimbos, para a criação de padronagens e estampas. Serão utilizadas nos processos tintas e colorações naturais de origem renovável, folhas, cascas de árvores, raízes e sementes. Os procedimentos apresentados servirão como ponto de partida para que o participante inicie sua jornada de pesquisa e experimentações, conectando-se com questões relevantes como a biodiversidade e o desenvolvimento sustentável.

Conteúdo
Serão abordados os seguintes conteúdos: apresentação do processo de ecoprint sobre tecido; plantas e mordentes que podem ser utilizados nos processos de impressão vegetal e tingimentos naturais; preparação dos tecidos segundo a composição das fibras têxteis; tie dye; noções básicas de métodos auxiliares na produção de imagens, como utilização de carimbos, elaboração de matrizes, estênceis, serigrafia e monotipia.

Dinâmica
As aulas serão conduzidas com a execução de exercícios práticos, capacitando o participante a criar ou ampliar um projeto individual e a desenvolver interações entre as técnicas apresentadas e o uso de materiais ecológicos.

Referências
BROWN, Rachel. The Weaving, Spinning, and Dyeing Book. 2.ed. revisada. Nova York: Alfred Knopf, 2002.
FERREIRA, Eber Lopes. Corantes Naturais da Flora Brasileira: Guia Prático de Tingimento com Plantas. Curitiba: Optagraf Editora e Gráfica Ltda., 1998.
FINKIELSZTEJN, Beatriz; RIPPER, José Luiz Mendes. Sistema Modular Têxtil: um “modo de fazer” design a partir de conhecimentos tradicionais. In: 7° Congresso de Pesquisa & Desenvolvimento em Design. Paraná, 2006.
FINKIELSZTEJN, Beatriz. Sistemas modulares têxteis como aproveitamento de fibras naturais: uma alternativa sustentável em arquitetura & design. Dissertação (Mestrado em Artes e Design). Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Departamento de Artes e Design. Rio de Janeiro, 2006, 172 f.
FLINT, India. Second Skin. Murdoch Books, 2011.
FLINT, India. Eco Colour: Botanical dyes for beautiful textiles. Murdoch Books, 2008.
LESCH, Alma. Vegetable Dyeing – 151 Color Recipes for Dyeing Yarns and Fabrics with Natural Materials. 3rd. revisada. Nova York: Watson- Guptill Publications, 1972.
RIPPER, José Luiz Mendes; FINKIELSZTEJN, Beatriz. Estruturas Biotêxteis e suas aplicações em objetos de Design e Arquitetura. In: Anais do 3º Congresso Internacional de Pesquisa em Design, Rio de Janeiro, 12 a 15 de outubro de 2005.
SOREK, Chagit; AYALON, Etan. Colors from Nature. Exhibition in the Philately Pavilion, Winter 1993, The Eretz Israel Museum, Tel Aviv, Israel, 1993.

Susana Spadaccini
Laureada em gravura pela UFRJ. Curso de extensão em desenho pela UFMG. Estudos adicionais na EAV, Parque Lage. Curso de pós-graduação em restauração do Palazzo Spinelli, Itália. Residências e cursos de especialização no âmbito da gravura não tóxica. Lecionou nas oficinas gráficas do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, onde participou de vários projetos. Vem expondo em diversas mostras e bienais em seu país e no exterior. É professora na EAV e trabalha como artista visual em seu ateliê no Rio de Janeiro com procedimentos gráficos e outras mídias. Dedica-se ao ensino, à orientação e à pesquisa de técnicas de impressão tanto tradicionais quanto experimentais, com ênfase em métodos sustentáveis e ecológicos.

Beatriz Finkielsztejn
Mestra em Design pelo Departamento de Artes e Design da PUC-RJ/ LILD (2006). Especialização em Gestão do Design Têxtil e Vestuário pelo Instituto de Design do SENAI-CETIQT (1999). Bacharel em Design Têxtil pela Shenkar (Israel) e em Desenho Industrial pela ESDI/UERJ (1986). Estudos Complementares na EAV Parque Lage, e de Desenhos e Ilustrações Botânicas na Escola Nacional de Botânica Tropical do Jardim Botânico/ RJ. Dentre as exposições realizadas destacam-se as individuais “Vestígios” (CREA-RJ), “Pretextos” (Espaço Cultural Leblon), e as coletivas “Salon du Louvre” (Carroussel du Louvre, Paris), “L´Univers Bresiliene” (Galerie Everarts, Paris) e Zona Oculta (CEDIM/ SESC-RJ). Atualmente trabalha como Artista Visual em seu ateliê no Rio de Janeiro, em pintura, desenho, técnicas de artesania e impressão utilizando principalmente elementos da natureza obtidos de forma sustentável.