EAV Parque Lage

Linguagens Visuais: teorias e práticas em fotografia e videoarte

Linguagens Visuais: teorias e práticas em fotografia e videoarte

Marcos Bonisson – Estudo de Percurso #5, 2011

Professor: Marcos Bonisson

Semestral 2020.2
06 de agosto a 10 de dezembro
Quinta, de 20h às 22h
R$1485,00 ou 5x R$ 297,00

botao_venda

*Leia atentamente todas as normas de matrícula antes de se inscrever. Clique aqui.
A matricula online não oferece desconto. A política de descontos só é oferecida na matrícula com pagamento via boleto bancário.


ARTE CONTEMPORÂNEA, ARTE MODERNA, PERFORMANCE, VIDEOARTE, FOTOGRAFIA

SOBRE
A proposta desse curso teórico e prático é dar ênfase a orientação de projetos de fotografia, videoarte ou procedimentos híbridos em andamento ou elaborados durante os encontros semanais, a partir de proposições e exercícios específicos.

CONTEÚDO
A partir de vivências e pesquisas, os participantes serão orientados em suas práticas experimentais com fotografia, videoarte e outros suportes em diferentes estruturas de narrativa, campos poéticos e procedimentos híbridos.

Introdução à fotografia moderna, pós-moderna e ao cinema de artista das décadas de 60 e 70 até a atualidade. O curso apresentará teorias e trabalhos seminais com esses suportes, será possível experimentar nos encontros livros de artistas, portfólios e vídeos experimentais de curta duração, observando as múltiplas dinâmicas e práticas em linguagens visuais. O curso propõe práticas e reflexões sobre o abrangente escopo interdisciplinar de projetos e semânticas de arte contemporânea.

A dinâmica operada em aula (2 horas) terá dois tempos que se permeiam. A primeira hora será focada na apresentação de referências com suportes no território das linguagens visuais e discussões sobre aspectos da produção atual e seus possíveis desdobramentos. A outra hora será dedicada ao acompanhamento e a análise dos trabalhos, apresentados em aula pelos participantes do curso.

DINÂMICA
Aula expositiva por videoconferência.
Exercícios semanais com acompanhamento coletivo em aula.
Acompanhamentos individuais com debates coletivos em aula.
Compartilhamento de referências semanais com debates coletivos em aula.

PÚBLICO
Indicado para pessoas com processos artísticos em fotografia, vídeo ou meios híbridos em andamento.

REFERÊNCIAS

FERREIRA, Glória e COTRIM, Cecilia. Escritos de Artistas. Rio de janeiro: Jorge Zahar Editor, 2006
DUBOIS, Philippe. O Ato Fotográfico. São Paulo: Editora Papirus, 1993
MACIEL, Kátia. Transcinemas. Rio de Janeiro: Conta Capa, 2009

RECURSOS NECESSÁRIOS
Acesso à internet
Computador ou celular com câmera

SECRETARIA
– Todos os cursos online emitem certificado.
– A matrícula online não oferece desconto.
– A política de descontos só é oferecida na matrícula com pagamento via boleto bancário.

MARCOS BONISSON
É Artista e Mestre em Ciência da Arte (UFF). Nasceu e trabalha na cidade do Rio de Janeiro. É graduado em Letras e pós-graduado em Arte e Cultura. Estudou gravura, desenho, cinema e fotografia na Escola de Artes Visuais do Parque Lage (1977–1981), onde, atualmente, é professor nos cursos de Linguagens Visuais e Conversações sobre escritos de arte. Participou de três Bienais Internacionais: 27ª Bienal Internacional de São Paulo, 2006. (Héliophonia, 17min, 2002), XIX Bienal Internacional de Cerveira em Portugal, 2017 (Delivery, 2.07min, 2015) e da terceira edição da BienalSur, 2019 (Tupianas, 5.35min. 1977- 2016), além de ter participado em diversas mostras coletivas no Brasil e no exterior. Os seus três últimos filmes, em parceria com o vídeo artista Khalil Charif, já foram apresentados em mais de noventa festivais internacionais de cinema, ganhando cinco diferentes prêmios na categoria de melhor curta experimental. Marcos Bonisson publicou os Livros, Arpoador (Editora Nau, 2011), Pulsar (Editora Binóculo, MAM, 2013) e ZiGZAG (Editora Bazar do Tempo, 2017). Suas mais recentes exposições individuais foram no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro em 2013, na Maison Européenne de la Photographie (MEP-Paris) em 2015, e na Galeria do Parque Lage em 2018, na condição de artista homenageado.