Linguagens Visuais: Teorias e Práticas em Fotografia e Vídeoarte

Linguagens Visuais: Teorias e Práticas em Fotografia e Vídeoarte

Marcos Bonisson. ZIGZAG # 8, 2001.

Professor: Marcos Bonisson

2º semestre 2019
15 de agosto a 12 de dezembro
Quinta-feiras, 19:00–22:00
R$ 380,00/mês

O curso tem como objetivo orientar/dialogar com todos os interessados (sem pré-requisitos) em pesquisar e trabalhar a partir de leituras, teorias e práticas experimentais com fotografia, videoarte, colagem e outros suportes, em direção ao desenvolvimento de um trabalho pessoal ou aquisição de conhecimentos no campo das artes visuais.

Objetivo
Introdução à fotografia moderna, pós-moderna e ao cinema de artista das décadas de 60 e 70, até a atualidade. Apresentando teorias e trabalhos seminais com esses suportes, experimentando nos encontros com Livros de Artistas, portfolios e vídeos experimentais de curta duração, como dinâmica de práticas em linguagens visuais. Desse modo, praticando e refletindo, o abrangente escopo interdisciplinar de projetos e semânticas, designadas em abrangência por arte contemporânea.

Dinâmica
A partir de vivências e pesquisas, os participantes serão orientados em suas práticas experimentais em artes visuais em diferentes estruturas de narrativa, campos poéticos e procedimentos híbridos. A metodologia operada em aula terá dois tempos que se permeiam: na primeira parte faremos a apresentação e projeção de trabalhos cruciais no campo das linguagens visuais, discussão sobre aspectos da produção atual e seus possíveis desdobramentos. As outras duas horas serão dedicadas ao acompanhamento e a análise dos trabalhos, apresentados em aula pelos participantes. Em ênfase, a dinâmica do curso visa propor ao aluno, a partir de conhecimentos teóricos e práticas com livros de artistas, vídeos experimentais, outros suportes e experimentações em espaços específicos da escola: biblioteca, floresta, piscina, terraço, etc. como laboratório de aprendizado em linguagens visuais. Desse modo, articulando saberes e dialogando com o abrangente escopo interdisciplinar de projetos e semânticas da arte atual.

Conteúdo
A proposta desse curso teórico e prático é dar ênfase a orientação de projetos em andamento ou elaborados durante os encontros semanais, a partir de proposições e exercícios específicos de aula. Durante o curso, serão apresentados os trabalhos dos seguintes artistas, entre outros: John Baldessari, Nan Goldin, Hélio Oiticica, Bernd & Hilla Becher, Larry Clark, Cindy Sherman, Man Ray, Rivane Neuenschwander, William Eggleston, Valeska Soares. Marcel Duchamp, Jeff Wall, Janet Cardiff, Artur Omar, Nam June Paik, Diane Arbus, Gary Hill, Bill Viola, Dziga Vertov, Hiroshi Sugimoto, Kenneth Anger, Andreas Gursky, Jack Smith, Andy Warhol, Sophie Calle, Robert Mappelthorpe,Jean-Luc Goddard, Chris Marker, Robert Smithson, Nobuyoshi Araki, Vito Acconci, Chris Burden, Gordon Matta-Clark, Bas Jan Ader, Valie Export, Marina Abramovic, Lygia Clark, Beuys, Ana Medieta, Maya Deren, Stan Brackhage, Carolee Schneemann, Bruce Nauman, Artur Barrio, Lygia Pape, Antonio Manuel, Miguel Rio Branco, Antonio Dias, Peter Greenway, Sam Taylor-Wood, Pipilotti Risti, Shirin Neshtat, Cao Guimarães, Miguel Angel Ríos, Superflex, Rosana Paulino.

Bibliografia
BARTHES, Roland. A câmara clara. Notas sobre a fotografia. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1984.
COTTON, Charlotte. A fotografia como arte contemporânea. São Paulo: Martins Fontes, 2010.
DUBOIS, Philippe. O Ato Fotográfico. Campinas: Papirus, 1993.
GOMBRICH, Ernst H. A História da Arte. Rio de Janeiro: LTC, 1999.
KRAUSS, Rosalind. O fotográfico. Barcelona: Gustavo Gilli, 2010.
MACHADO, Arlindo. Made in Brasil. São Paulo: Iluminuras, 2003.
MACIEL, Katia. Transcinemas. Rio de Janeiro: ContraCapa, 2009.
MARTIN, Sylvia. Video Art. Taschen, 2006.
SONTAG, Susan. Sobre Fotografia. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

Filmografia Básica:
Gordon Matta-Clark. Clockshower, 1973.
Robert Smithson. Spiral Jetty, 1970.
Valie Export. Touch Cinema, 1968.
Pipilotti Rist. I’m not the girl who misses much, 1986.
Marcos Bonison. Héliophonia (Sobre Hélio Oiticica), 2002.
Filmes de artistas brasileiros: Lygia Pape, Tunga, Anna Bella Geiger, Sonia Andrade, Antonio Dias, entre outros.

Marcos Bonisson é artista e mestre em Ciência da Arte (UFF). Nasceu e trabalha na cidade do Rio de Janeiro. É graduado em Letras e pós-graduado em Arte e Cultura. Estudou gravura, desenho, cinema e fotografia na EAV – Parque Lage (1977–1981) onde leciona, atualmente. Participou da 27ª Bienal Internacional de São Paulo (2006), da XIX Bienal Internacional de Cerveira em Portugal (2017) e foi selecionado para a terceira edição da BienalSur (2019). Tem participado em diversas mostras coletivas e festivais de filmes experimentais no Brasil e no exterior. Os mais recentes são: Americas Film Festival of New York (2019). Exposição: O Rio dos Navegantes (MAR / 2019). Exposição: A Paisagem no acervo do MAM-RJ (2019). O artista publicou o Livro Arpoador (Editora Nau, 2011), o Catálogo Pulsar (Editora Binóculo, MAM, 2013) e o Livro ZiGZAG publicado pela Editora Bazar do Tempo e lançado no Paris-Photo em 2017. Suas mais recentes exposições individuais foram no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro em 2013, na Maison Européenne de la Photographie (MEP-Paris) em 2015 e na Galeria do Parque Lage em 2018.