Notas sobre arte e mercado

Notas sobre arte e mercado

Andy Warhol – 200 One Dollar Bills

Professor: Franz Manata
11 de setembro a 30 de outubro
Segunda-feira, 19:00–21:00
R$ 380,00/mês

 
Público-alvo
O curso é destinado a qualquer pessoa interessada em arte. Não é necessário conhecimento prévio.

Objetivos
Cada vez mais a capacidade de inserção – por parte do artista, e de fixação – por parte da obra, dependem da compreensão sobre o sistema das artes – algo imaterial e distante da própria fatura do objeto, mas que é parte integrante, condiciona e determina a existência da arte hoje. Este curso investiga sua formação e a natureza contemporânea dos mercados de arte, suas particularidades e quais os desafios na era da economia da informação.

 
Conteúdo

1. A invenção do sentido de mercado de arte
A formação do que entendemos hoje por “sistema das artes”, está intimamente ligado à formação dos mercados econômicos e da própria noção de arte, se constituindo, ao longo do tempo, num campo de conhecimento.

2. Como se dá a formação de valor e preço na arte
Aborda a diferença entre valor e preço na arte e como essa discussão se formou a partir das vanguardas modernas com Duchamp, passando pela Pop de Warhol e a origem da arte enquanto commodities , até os mercados não monetizados.

3. Fundamentos do mercado de arte global
O mercado global de arte contemporânea, suas regras, particularidades, agentes (feiras de arte, galerias, leilões e os mercados regionais, nacionais e internacionais, primário e secundário), o papel das grandes exposições, dos curadores e o local do artista frente a tudo isso.

4. Abordagens em resistência cultural
As estratégias de resistência empreendidas pelos artistas, os atos de ‘sabotagem’ criativa, os coletivos e as práticas de intervenção pública como forma de ativismo.

 
Dinâmica
Um vasto conjunto de imagens e filmes serão apresentados além de aulas expositivas.

 
Bibliografia
ADORNO, W.T.; HORKHEIMER, M. “The Culture Industry as Mass Deception” . In:
CURRAN, J. (org.). Mass Communication and Society. Berkeley: Savage, 1931/1990.
CAVALCANTI, Carlos. História da Arte . Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1970.
CAUQUELIN, Anne. Teorias da Arte . SP, Martins Fontes, 2005.
HAUSER, Arnold. História social da literatura e da arte , São Paulo: Mestre Jou, 1980.
FINDLAY, Michael. The value of art . Nem York: Prestel, 2014.
GREFFE, Xavier. Arte e Mercado . São Paulo: Editora Iluminuras Ltda., 2013.
GOMBRICH, E. H., História da arte , São Paulo: Livros Técnicos e Cientificos, 1999.
COLI, Jorge. O que é arte . São Paulo: Editora Brasiliense, 1994.
HUISMAN, Denis. A estética. Lisboa: Edições 70, 1994.
JANSON, H. W. Iniciação a História da Arte. SP, Martins Fontes, 2007.
JIMENEZ, Marc. O que é estética. São Leopoldo, Ed. UNISINOS, 1999.
PAREYSON, Luigi. Os problemas da estética. São Paulo: Martins Fontes, 1997.
QUEMIN, Alain; FIALHO, Ana Leticia; MORAES, Angélica de. O valor da obra de arte. São Paulo: Metalivros, 2014.
THORNTON, Sarah. Sete dias no Mundo da Arte. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira, 2010.
THOMSON, Don. The $12 million stuffed shark. New York: Fist Palgraveê Macmillan edition, 2008.
WÖLLFLIN, H. Conceitos Fundamentais de História da Arte. SP, Martins Fontes, 1984.

Franz Manata é artista, curador e professor na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, RJ. Mestre em linguagens visuais pela UFRJ, com formação em sociologia e economia, atua como consultor para instituições públicas, coleções particulares e corporativas. Trabalha em duo com Saulo Laudares desde 1998.