O som do filme [arte em família]

O som do filme [arte em família]

Foto: Luana Moura

O som do filme [arte em família]
Sábado, 23 de novembro de 2019, 10:30–12:30
Professoras: Alexis Zelensky e Luana Vieira
Idade: crianças a partir de 6 anos e suas famílias

Os cursos do arte em família são gratuitos.
A programação é destinada a crianças acompanhadas de seus familiares, incentivando a imaginação coletiva e a participação da família nas escolas.

RESERVAS:
parquinho.eavparquelage@gmail.com
Até sexta-feira, às 16h.
Caso o participante não esteja presente 30 minutos antes do início da aula, a reserva será liberada para lista de espera.
Sujeito a lotação.

INSCRIÇÕES NO DIA DA ATIVIDADE:
Secretaria da EAV Parque Lage

Sobre o curso
Existem mistérios sobre o Parque Lage a serem contados. A partir de um filme mudo sobre a floresta, vamos produzir e inventar os sons deste filme. Vamos assisti-lo e descobrir as diversas possibilidades de histórias ao redor das mesmas imagens. Que histórias e sons poderíamos imaginar? Como inspiração faremos um passeio pela floresta onde investigaremos os sons que existem no Parque Lage. Encerraremos a atividade com a projeção do filme acompanhada ao vivo pela sonoplastia criada pelas crianças e suas famílias, com ruídos, músicas e narração em voz-off.

Professores

Alexis Zelensky, Paris, 1982, vive no Rio de Janeiro.
Cineasta, formado em matemática pela Université Paris Dauphine (2006) e em Ciências políticas pela Universidad Católica de Valparaíso-Chile (2007). Dirigiu documentários em diferentes países como França, Togo, Niger, Rússia, Chile e Brasil. Alguns de seus filmes estão em festivais internacionais e são difundidos em canais de televisão como TV5Monde, CineBrasil TV e Canal Futura. Atuou como professor de cinema para crianças na Cinémathèque Robert Lynen (2013, Paris). É professor do Parquinho Lage.

Luana Vieira Gonçalves, São Paulo, 1984, vive no Rio de Janeiro.
Artista educadora, formada em Artes visuais pela UNICAMP (Campinas, 2009), fez o master em Arte Contemporânea pela Université Paris VIII (Paris, 2014). Foi educadora na Galerie des enfants no Centre Georges Pompidou (2010-2014, Paris). Coordenou um intercâmbio entre crianças togolesas e brasileiras (2015, Togo). Trabalhou como educadora no projeto Casa Guadalupana, Instituto Padre Haroldo (Campinas, 2009) e no projeto Curumim, SESC-SP (São Paulo, 2016). É supervisora do Parquinho Lage onde é professora. Atua como professora de artes no Instituto Pró-Saber e integra o coletivo Desenhação.