EAV Parque Lage

Observação e Desenho para Jovens

Observação e Desenho para Jovens

Professora: Bia Amaral

Curso Semestral 2020.1
03 de março a 23 de junho
Terça-feira, 17:15 – 19:15
R$ 350,00 + taxa de material de R$30,00

butao_venda

*Leia atentamente todas as normas de matrícula antes de se inscrever. Clique aqui.
Todos os alunos devem pagar a taxa administrativa anual. No caso dos alunos que realizarem o pagamento do curso on-line, a taxa administrativa anual no valor de R$100,00, deverá ser paga pelo aluno no dia que vier pegar seu comprovante de matrícula no curso, antes de entrar na aula, diretamente na secretaria da escola.

Destinado a jovens a partir de 12/13 anos, o curso é prático e tem como objetivo desenvolver a percepção visual, o olhar sobre o espaço, o desenvolvimento de ideias e a habilidade em resolver questões por meio da prática do desenho. Serão propostos exercícios abordando questões como espaço, superfície, linha, composição e escala. Além de estimular o prazer das descobertas, a observação e a invenção, o curso propõe a experiência visual do desenho como possibilidade de desenvolvimento de uma linguagem atemporal.

Conteúdo
Prática do desenho e reflexão do fazer a partir da produção dos alunos:
Através de exercícios e a criação de repertório próprio o curso tem como objetivo proporcionar aos alunos uma experiência no campo do desenho e suas reverberações e aproximações com o pensamento da arte.

Dinâmica
A partir do reconhecimento do interesse dos alunos, são propostos exercícios. Serão discutidas questões do desenho, apresentando artistas cujo trabalho esteja relacionado às pesquisas e questionamentos da turma. Com essa prática são elaborados os portfólios, a criação de projetos individuais e coletivos e a reflexão sobre o processo de trabalho.

Bibliografia
ANDRADE, Mário. Do desenho. Disponível em:
https://archive.org/details/ANDRADEMarioDe.DoDesenho

BARTHES, Roland. Cy Twombly ou Non multa sed multum. In: O óbvio e o obtuso: ensaios críticos III. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1997, pp.143-160.

CLARK, Lygia. Linha orgânica. 1956.
Disponível em: http://www.lygiaclark.org.br/arquivo_detPT.asp?idarquivo=7

DERDYK, Edith (org). Disegno, desenho, desígnio. São Paulo: Editora Senac, 2007.

KENTRIDGE, William. Paisagens em estado de sítio. In: William Kentridge: fortuna. TONE, Lilian (org). São Paulo: Instituto Moreira Salles: Pinacoteca do Estado; Porto Alegre,

LICHTENSTEIN, Jacqueline (org). O desenho e a cor. In: A pintura, v.9. São Paulo: Ed. 34, 2006.

MCCRICKARD, Kate. William Kentridge, um inovador relutante. In: William Kentridge: fortuna. TONE, Lilian (org). São Paulo: Instituto Moreira Salles: Pinacoteca do Estado; Porto Alegre,

Bia Amaral
Graduada em Projeto Gráfico na Escola de Belas Artes da UFRJ, cursou desenho e teoria no MAM, RJ, litografia, serigrafia, fotografia e pintura na Escola de Artes Visuais do Parque Lage e gravura em metal na PUC-Rio. A partir dos anos 80 participa de diversos salões e coletivas no Brasil e exterior. Mostra seu trabalho em exposição individual em 1988, em Curitiba, e 1991 e 2004 no Rio de Janeiro. Recebeu o prêmio Estágio de Gravura no Salão de Arte Contemporânea de Pernambuco em 1987. Ministrou cursos de gravura no MAM, RJ, no Sesc-Tijuca, na Mostra Rio Gravura em 99. Desde 93 é professora da Escola de Artes Visuais do Parque Lage e faz parte da equipe que em 1998 implantou o NAT_EAV.