Oficina Mitologias Afro-brasileiras – Parquinho Lage

Oficina Mitologias Afro-brasileiras – Parquinho Lage


◀ VOLTAR

Mitologias Afro-brasileiras [arte em família]
Sábado, 25 de novembro, 10:30–12:30
Professores: Bruno Balthazar e João Penoni
Idade: 6 a 12 anos

R$ 60 (criança + responsável)
Taxa de material: R$ 10,00
Inscrições ❯

 
Sobre a oficina

O ponto de partida da oficina são as narrativas mitológicas afro-brasileiras que unem o indivíduo à natureza. A atividade acontecerá em diversos espaços do parque: Floresta, cachoeira, caminhos de pedra, oca, palacete… A cada narrativa um elemento da natureza entra em cena e todo o foco é dirigido a sua importância vital, ressaltando o caráter ecológico da epistemologia afro-brasileira-iorubá. Após as narrativas, o objetivo da oficina é que cada criança a partir da identificação com algum mito e elemento da natureza, reviva-os através da criação de imagens utilizando a técnica de Light Painting.

 
Professores

Bruno Balthazar – Formou-se em Artes cênicas pela Uni-Rio em 2001 e desde então é professor de artes e mídia educação. Como ator trabalhou em companhias de teatro e com diretores como Ana Kfouri e Bia Lessa. Sua vida no universo da cultura afro-brasileira começou aos quatro anos de idade quando foi batizado na Umbanda. Aos dezesseis anos iniciou-se no Candomblé e aos trinta e dois no culto a Ifá. Não é um acadêmico que pesquisa sobre cultura afro. Seu conhecimento é formado pela experiência e reflexão sobre esse universo. É integrante do coletivo de artes Rebola onde atua como pesquisador, Dj e produtor em parceria com o artista visual João Penoni. Em 2015 ministrou o curso “Introdução a mitologia afro-brasileira” no projeto “Permuta” uma parceria com o Lastro- intercâmbio livre em artes, com curadoria de Beatriz Lemos. Essa parceria com o Lastro, se repetiu em julho de 2016 no curso “Os Iorubás nas Américas” como parte da Exposição “Lastro em Campo” no Sesc Consolação em São Paulo. Atualmente atua como integrante da instituição de arte e educação “Solar dos Abacaxis”.

João Penoni – Nasceu em 1983, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha. Graduado em Design pela PUC-Rio, complementou sua formação na Escola de Artes Visuais do Parque Lage. Há cerca de 10 anos, realiza um trabalho de investigação sobre o corpo, relacionando-o com o espaço e a luz, através de diferentes meios, como a fotografia, o vídeo e a performance. Participou de exposições coletivas como From the margin to the edge, no Somerset House (Londres, UK, 2012); Quase Casais, no Espaço Maus Hábitos (Porto, Portugal, 2011); Zonas de Contato, no Paço das Artes (São Paulo, Brasil, 2011). Em 2012 participou da Rio Occupation London, apresentando trabalhos no Battersea Arts Centre e V22. Neste ano, também, apresentou seu projeto Incorpóreo, no Festival Panorama 2012. Em 2013, realiza sua primeira exposição individual, Lúmens – A Luz na Obra de João Penoni, no Espaço Furnas Cultural, Rio de Janeiro. Em 2014, apresentou a performance Lúmen, dentro da exposição Le Parc, Lumiere, na Casa Daros e fez sua segunda exposição individual, Átman, no Espaço Cultural Sérgio Porto, como parte do Foto Rio.