Palavra impressa

Palavra impressa

Professores: Júlio Castro e Pedro Rocha

1º semestre
05 de março a 25 de junho
Segunda-feira, 15:00–18:00
R$ 380,00/mês

Palavra Impressa busca desenvolver as possibilidades da poética da palavra no espaço do papel e seus desdobramentos como livro objeto, cartaz etc. Investigar o aprofundamento do poema e até mesmo de uma única palavra através das técnicas de gravura.

Objetivos
Desenvolver todos os aspectos da comunicação na palavra impressa. As cores, o tamanho, a geografia das formas, da grafia, da tipologia da utopia do diálogo entre forma e conteúdo como diferentes vozes resultantes no objeto final.  Os caminhos entre a narrativa lírica do texto e a materialidade do verso impresso no papel, na pele da cidade ou onde mais quisermos. O objeto final será uma publicação coletiva a partir da produção de imagens e textos impressos com matrizes elaboradas pelos participantes. A oficina de gravura será o suporte operacional do trabalho.

Conteúdo
Ao instrumentalizar os participantes da oficina da palavra impressa com as técnicas da oficina de gravura, ampliamos as bordas do conteúdo escrito e insuflam-se camadas na comunicação. Com variáveis diversas e toda a possibilidade de invenção, a gravura adiciona intenções distintas a um mesmo texto como fosse a própria oralização da escrita. Imagem narrada, narrativa entalhada.

Dinâmica / Metodologia

1ª etapa
Conversa – debate – planejamento

2ª etapa
O grupo irá experimentar recursos de xilogravura, cologravura (matrizes em papel) e materiais pesquisados pelo grupo em práticas semanais na oficina de gravura de modo a solucionar questões surgidas no desafio proposto pelo curso. Pesquisa sobre a relação entre poesia e visualidade. Investigar e desenvolver o discurso/desejo que cada estudante encontrará na voz da madeira e de alguns materiais alternativos. Encontros para mostrar experiências similares e complementares de outros artistas.

3ª etapa
Impressão das imagens e montagem da peça-poema.
Debate e exibição do trabalho realizado.

Público Alvo
Direcionado a quem quiser se aventurar no universo do poema, na construção de subjetividade.

Bibliografia Sucinta
Augusto de Campos
Décio Pignatari
El Lissítzki

Materiais
Matrizes ( madeira, papel, tetrapack )
Goivas – Instrumentos de corte para xilogravura
Papel canson
Acetato transparente
Caneta marcador permanente
Papel jornal
Papel manteiga
Papel paraná
Cola branca
Tesoura

Júlio Castro
Vive e trabalha no Rio de Janeiro, artista e coordenador do Estudio Dezenove em Santa Teresa. Ex aluno do Parque Lage, é graduado em Gravura pela EBA-UFRJ e trabalha sobretudo com imagem gráfica. Realizou diversas exposições no Brasil e exterior, entre as quais no Espaço Cultural Sergio Porto (2000), Galeria Cândido Mendes (2001), Centro Português de Serigrafia (Lisboa-2007), Galeria Marcantônio Vilaça (Bruxelas-2008).

Pedro Rocha
Idealizador do FalaPalavra (com os poetas Chacal, Guilherme Zarvos, Michel Melamed, Viviane Mosé, Eber Inácio, Ericson Pires, Guilherme Levi). Tem trabalhos publicados em diversas revistas como O Carioca, Et. Cétera, O Pasquim, Cepensamento, entre outras. É autor de 11 (Azougue, 2002), Chão Inquieto (7letras, 2010) e A Experiência do Calor – Jardim só Flor (cArtonerA cArAAtApA, 2013). Integra a antologia Cajita de Música – poetas hispanoamericanos del siglo XXI, organizada por Augusto Rodriguez (2011). Em 2014 lançou o selo LábiaGentil em parceria com A Gentil Carioca, Dantes Editora e Pedro Lago, onde editou o livro “Experiência do Calor”, com o artista visual Cabelo.