EAV Parque Lage

Produção de artes visuais a partir de experiências práticas

Produção de artes visuais a partir de experiências práticas

Arte Democracia Utopia – Foto: Daniela Paoliello

Professora: Stella Paiva

Curta duração 2020.2
06 a 27 de outubro
Terças, de 19h às 21h
R$ 330,00/mês

butao_venda

*Leia atentamente todas as normas de matrícula antes de se inscrever. Clique aqui.
A matricula online não oferece desconto. A política de descontos só é oferecida na matrícula com pagamento via boleto bancário.

PRODUÇÃO DE ARTES VISUAIS; MUSEOLOGIA; MONTAGEM; CURADORIA DE EXPOSIÇÕES; DIREITOS AUTORAIS; ARQUITETURA; MUSEUS

SOBRE
Partindo da experiência de produção de exposições em instituições culturais, o curso abordará os processos de produção em artes visuais, da concepção à realização de exposições.

Além das estratégias de como produzir uma exposição em sua abordagem logística, arquitetônica e museológica, serão também analisados aspectos diversos do trabalho de produção, desde o entendimento da função do produtor, abrangendo etapas de desenvolvimento de um projeto, a execução de cronograma e orçamento, incluindo os serviços, equipes e fornecedores.

CONTEÚDO
• Apresentação dos processos de produção com objetivo de introduzir os alunos no mundo da produção de artes visuais.
• Apresentação dos conteúdos a partir de casos vivenciados e ilustrados a partir de imagens e apresentações de vídeos, fotos e powerpoints.
• Compartilhamento de experiências e vivências através de exemplos reais, incluindo todo o processo, apresentação de cases de exposições que deram certo e que deram errado, análise de riscos.
• Participação de convidados de áreas fundamentais para o processo de produção de exposições, como: montagem e museologia.

CRONOGRAMA
AULA 1 – Produção de Artes visuais

Na primeira aula serão apresentados alguns formatos de produção de artes visuais com foco na diversidade de projetos. Apresentação de alguns exemplos de projetos de produção de artes visuais dando um panorama sobre os tipos de exposições existentes.
Introdução sobre a importância da produção na organização de ideias e realização de projetos culturais.
O que faz o produtor?

AULA 2 – Produção e curadoria – definição da lista de obras

Estudo de caso: a partir de uma exposição do programa de exposições do Museu de Arte do Rio (MAR), entender o processo de realização de uma exposição do início ao fim.
– Curadoria, pesquisa, lista de obras.
– A produção e o comissionamento de obras: como se dá a definição do que será criado pelo artista para uma exposição específica, exemplos de obras comissionadas para exposições.
– A construção do projeto expográfico e de iluminação de uma exposição de artes visuais. Apresentação de projetos e fotos.

AULA 3 – A execução do projeto

– Planejamento e cronograma.
– Orçamento da exposição.
– Fontes de recurso: leis de incentivo e editais.
– tipos de serviços necessários.
– Logística: empréstimos de obras (termos de empréstimo e condições de empréstimo), direitos autorais, direitos de imagem, seguro e transporte

AULA 4 – Museologia e Montagem (com convidados a serem definidos)

– Conservação e padrões museológicos.
– Courriers e laudos técnicos.
– Montagem da exposição.
– Impressão fine art (sobre os laboratórios especializados e qualidade do trabalho).
– Molduras: como escolher as molduras certas, especificações e qualidade dos serviços.
– Equipamentos audiovisuais: a importância de saber um pouco mais sobre os equipamentos e sobre as novas linguagens trazidas pela tecnologia digital.
– Desmontagem

DINÂMICA
Aula por videoconferência
Compartilhamento de referências semanais com debates coletivos em aula

PÚBLICO
Indicado para pessoas interessadas em conhecer e/ou pesquisar o tema

REFERÊNCIAS

CESNIK, Fabio de Sá – Guia do incentivo à cultura, 2012 São Paulo SP, Edições SESC SP.

NATALE, Edson e OLIVIERI, Cristiane. Guia Brasileiro de Produção Cultural 2013, São Paulo SP, Edições SESC SP.

BENJAMIN, Walter. A obra de arte na época de sua reprodutibilidade técnica. Apresentação,
tradução e notas Francisco de Ambrosis Pinheiro Machado. Porto Alegre: Zouk, 2012.

CASTILLO, Sonia Salcedo del . Cenário da arquitetura da arte. São Paulo: Martins, Martins Fontes, 2008.

ASCENSÃO, José de Oliveira. Direito autoral. 2.ed. rev. e ampl. Rio de Janeiro: Renovar, 1997.

VIEIRA, Alexandre Pires. Direito Autoral na Sociedade Digital (Versão Beta). São Paulo:
Montecristo, 2011.

GAYLOR, Brett. RIP! A Remix manifesto!, 2008 (https://www.youtube.com/watch?v=bVubXqlHJP4)

RECURSOS NECESSÁRIOS
Acesso à internet
Computador ou celular com câmera

SECRETARIA
– Todos os cursos online emitem certificado.
– A matrícula online não oferece desconto.
– A política de descontos só é oferecida na matrícula com pagamento via boleto bancário.

STELLA PAIVA
Coordenadora de produção do Museu de Arte do Rio (MAR). Produtora há mais de 18 anos, trabalhou durante 11 anos com cinema. Formada em Comunicação Social, atualmente cursa o MBA de Gestão Cultural da Universidade Cândido Mendes.
Morou por cinco anos em São Paulo, trabalhando como produtora de arte para longas metragens, como “Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios” e “Bruna Surfistinha”. Produziu cenários para espetáculos teatrais como, “O Continente Negro”, e para diversas exposições, dentre elas: “Gilberto Freire” no Museu da Língua Portuguesa.
Atualmente mora no Rio de Janeiro e trabalha há 7 anos no departamento de produção do MAR, produzindo exposições e eventos ligados à programação cultural do museu. Até o momento, foram produzidas 60 exposições e desenvolvidos programas culturais como o MAR de Música (47 edições), o MAR em Cena, o MAR à TONA, MAR que CALOR, dentre outros. Dentre as exposições produzidas para o museu, destacam-se: O Rio do Samba: Resistência e reinvenção; Dja Guata Porã: O Rio de Janeiro Indígena, A Cor do Brasil, Maxwell Alexandre, Josephine Baker e Le Corbusier no Rio: um caso transatlântico; Berna Reale: Vazio de Nós; Do Valongo à Favela; Leopoldina: princesa da Independência, das artes e das ciências; Quem não luta tá morto: Arte Democracia Utopia; Lugares do Delírio e Pernambuco Experimental.