EAV Parque Lage

Projeto Construtivo e Abstrações

Projeto Construtivo e Abstrações

Broadway Boogie Woogie (detalhe), Piet Mondrian

Professor: Paulo Couto

Curso de Curta duração 2020
05 de março a 30 de abril
Quinta-feira, 19:00–22:00
R$ 760,00 ou 2 parcelas de R$ 380,00

butao_venda

*Leia atentamente todas as normas de matrícula antes de se inscrever. Clique aqui.
Todos os alunos devem pagar a taxa administrativa anual. No caso dos alunos que realizarem o pagamento do curso on-line, a taxa administrativa anual no valor de R$100,00, deverá ser paga pelo aluno no dia que vier pegar seu comprovante de matrícula no curso, antes de entrar na aula, diretamente na secretaria da escola.

O surgimento das diferentes modalidades de abstrações, empreendidas pelas vanguardas artísticas do início do século XX, se deu a partir de abordagens concorrentes sobre a abstração que os diferentes núcleos de artistas apresentaram. À luz de revisões historiográficas contemporâneas o curso pretende tratar os principais movimentos e teorias que postularam o Projeto Construtivo e a Abstração Informal, no contexto internacional e em seus desdobramentos no Brasil. O objetivo é mediar a construção de um olhar para uma observação informada das obras abstratas, e analisar os principais conceitos dos agentes envolvidos na construção das abstrações.

Conteúdo
No curso, serão abordadas as diferentes teorias acerca do impasse entre o figurativismo e o abstracionismo, assim como os impasses entre as abstrações, particularmente no caso brasileiro, procurando qualificar essas categorias, e como essa discussão se insere num debate teórico abrangente sobre a arte, em âmbito internacional e local, sempre com a visualização e análise das obras.

Dinâmica
A proposta do curso é analisar as obras projetadas em imagens e partir delas apresentar e debater os conceitos, categorias e momentos históricos definidores dentro do tema sugerido. Serão indicados textos teóricos para fundamentar as análises. Serão realizadas visitas a exposições para análise de obras discutidas em sala.

Referências
AMARAL, Aracy. Projeto Construtivo Brasileiro na Arte. São Paulo: Câmara Brasileira do Livro, 1977.
____________. Arte Construtiva no Brasil – Coleção Adolpho Leirner. São Paulo: Companhia Melhoramentos, 1998.
BRITO, Ronaldo. Neoconcretismo – Vértice e Ruptura do Projeto Construtivo Brasileiro. Rio de Janeiro: Cosac Naify, 1999.
COCCHIARALE, Fernando; GEIGER, Anna Bella. Abstracionismo Geométrico e Informal – A Vanguarda Brasileira nos anos 1950. Rio de Janeiro: Funarte, 1987.
CORDEIRO, Analivia. Fantasia Exata. São Paulo: Itaú Cultural, 2014.
FERREIRA, Glória. Crítica de Arte no Brasil – Temáticas Contemporâneas. Rio de Janeiro:
Funarte, 2006.
MARTINS, Sergio. Constructing an Avant Guard Art in Brazil 1949 – 1979. Londres: MIT,
2013.

Paulo Couto
Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia da UFRJ, no qual desenvolveu a tese “Waldemar Cordeiro e o Concretismo”. Pesquisador das áreas de arte, cultura e comunicação. Foi aluno da Escola de Artes Visuais do Parque Lage.