Regulamento do III Prêmio Reynaldo Roels Jr.

mac-niteori

Museu de Arte Contemporânea de Niterói (MAC Niterói) – Foto: Thiago Cortes
APRESENTAÇÃO
REGULAMENTO DO PRÊMIO
PROGRAMAÇÃO DO SEMINÁRIO
DIVULGAÇÃO DOS SELECIONADOS
SOBRE REYNALDO ROELS JR.
DO PRÊMIO

A Escola de Artes Visuais (EAV) do Parque Lage lança a terceira edição do Prêmio Reynaldo Roels Jr. em homenagem ao crítico de arte que dirigiu a instituição entre 2002 e 2006.

O prêmio é anual e destinado a pessoas que queiram desenvolver um projeto de instalação a ser realizado em espaço público. Este ano, podem concorrer pessoas maiores de 18 anos que tenham disponibilidade e interesse em participar do Seminário A Síntese entre Arte, Arquitetura e Paisagem, de 50 horas, que será realizado de 25 de setembro a 06 de outubro de 2017.

Alunos e ex-alunos da EAV que quiserem concorrer precisam estar com a mensalidade em dia (no caso de cursos pagos).

O autor do projeto vencedor receberá R$ 20 mil para a produção de uma peça com as características de uma instalação em local aberto à visitação pública.

A cada ano, a Comissão organizadora do Prêmio Reynaldo Roels Jr. da Escola de Artes Visuais do Parque Lage elege um local que serve de ponto de partida para a instalação da obra.

A mudança de uma edição para outra visa estimular o desenvolvimento de pesquisas sobre um lugar que tenha especificidades históricas ou artísticas, com componentes sociais e urbanos.

As duas edições anteriores do Prêmio aconteceram no Pier Mauá e no Museu de Arte Moderna, respectivamente. O local escolhido, em 2017, é o edifício do Museu de Arte Contemporânea de Niterói (MAC Niterói), projeto do arquiteto Oscar Niemeyer.

O Prêmio só se tornou possível graças a uma dotação anual do economista Helio Portocarrero e do advogado Nelson Eizirik, ambos colecionadores.


DA PARTICIPAÇÃO

Somente participantes do Seminário A Síntese entre Arte, Arquitetura e Paisagem, de 50 horas, podem concorrer ao prêmio.

Para participar do seminário, o candidato deve enviar um currículo resumido com imagens de (até) dois trabalhos (realizados ou não), junto com um projeto inédito de instalação para o local designado pelo edital, acompanhado de justificativa, fotografias e/ou desenhos. Não é necessária, nessa etapa, a apresentação de um estudo detalhado.

Todo o material deve ser entregue pessoalmente ou enviado pelos Correios. O destinatário deve ser a secretaria de Ensino da EAV (aos cuidados de Carmen Souza). Se a inscrição for feita por representante, deve vir acompanhada de procuração chancelada em cartório.

O prazo para recebimento das inscrições encerra-se as 20 horas do dia 11 de setembro de 2017.
Em nenhuma hipótese será aceito um projeto fora do prazo. Em caso de dúvidas, entre em contato através do e-mail edital.eavparquelage@gmail.com

FICHA DE INSCRIÇÃO

PLANTAS Fachada | Praça

REQUISITOS
1. Participar do Seminário A Síntese entre Arte, Arquitetura e Paisagem, de 50 horas, que será realizado na EAV Parque Lage de 25 de setembro a 06 de outubro de 2017.
2. Familiaridade com as diferentes linguagens da área de Artes.
3. O nível de escolaridade ou formação não representa um item relevante.
4. Incentiva-se a transdisciplinaridade entre diversos campos de conhecimento (além de artistas, arquitetos, designers, físicos, geógrafos, antropólogos);
5. Ser maior de 18 anos.

DA SELEÇÃO
O seminário (50 horas) é gratuito. Para participar, é preciso concorrer a uma das 20 (vinte) vagas. Será constituída uma Comissão de Seleção (três ou mais membros) que analisará o material enviado e escolherá até vinte participantes do seminário. A Comissão de Seleção é soberana.

ANÚNCIO DA SELEÇÃO
Os candidatos escolhidos serão comunicados por e-mail no dia 15 de setembro e terão 48 horas para confirmar sua participação, por e-mail ou telefone, para a secretaria da EAV Parque Lage. A não confirmação acarretará a substituição do candidato por um nome da lista de espera.

DA PREMIAÇÃO
Somente participantes do seminário poderão concorrer ao prêmio. Os participantes submeterão um projeto detalhado de instalação na segunda etapa do edital. Será constituída uma Comissão de Premiação (três ou mais membros) que analisará os projetos enviados e escolherá o/a vencedor/a. A decisão da Comissão de Premiação é soberana. A ela competem todas as discussões referentes à pertinência e singularidade da obra.


CRONOGRAMA
A Escola de Artes Visuais do Parque Lage lança o III Prêmio Reynaldo Roels Jr. com o Seminário A Síntese entre Arte, Arquitetura e Paisagem. A obra premiada será realizada e inaugurada em dezembro de 2017, no praça (área externa) do Museu de Arte Contemporânea de Niterói.

22/08 – Lançamento do edital no site da EAV;
14/09 – Término das inscrições de projetos para participar do seminário (meio-dia);
14 a 18/09 – Seleção de até 20 (vinte) participantes do seminário;
18/09 – Publicação dos selecionados para o seminário;
25/09 a 06/10 – Seminário de acompanhamento de projetos e visita técnica ao local a ser agendada;
20/10 – Término das inscrições de projetos detalhados para o III Prémio Reynaldo Roeis Jr.;
24, 25 e 26/10 – Seleção do projeto premiado;
27/10 – Publicação do resultado de seleção do projeto premiado;
01/11 – Liberação do recurso;
03 a 30/11 – Produção da obra, viabilização de autorizações necessárias para a realização da instalação;
01 a 08/12 – Montagem da obra (podendo o início da montagem ser antecipado de acordo com as especificidades da Instalação);
09/12 – Inauguração da instalação no Museu de Arte Contemporânea de Niterói.


DA OBRA

O Prêmio Reynaldo Roels Jr. objetiva a realização e exposição de um projeto de instalação, escolhido por uma Comissão especialmente constituída para essa finalidade.

Ficam a critério do/a participante todas as decisões referentes à confecção da instalação: escolha dos materiais, escala final e combinação de suportes e linguagens, podendo incluir projeção de imagens e performances sonoras.

A pesquisa de informações e o pagamento de direitos autorais a terceiros são de rigorosa responsabilidade do/a candidato/a. Se a obra trabalhar com o conceito de “apropriação”, o candidato deverá informar que trata-se de uma colaboração entre vários integrantes de um coletivo ou em parceria com colegas não inscritos na EAV, mencionando cada um nominalmente na ficha técnica.

A instalação será montada no local designado pelo Edital e deve permanecer por um período mínimo de uma semana, mesmo em se tratando de uma obra de natureza efêmera. Após a desmontagem, a obra será devolvida ao artista, que poderá dispor livremente de sua comercialização. O desenho do projeto deve ser doado à Biblioteca | Centro de Documentação e Pesquisa e passa a pertencer à Escola de Artes Visuais do Parque Lage, que possui os direitos de remontar o referido trabalho sem ônus para a instituição.

O montante de 20 mil reais será depositado na conta do/a candidato/a vencedor/a no dia 1 de outubro de 2017. Caso a obra necessite de um valor maior para sua finalização e implantação no local, a diferença será de inteira responsabilidade do/a autor/a do projeto. A não-realização da obra acarretará a devolução do valor do prêmio.


DOS OBJETIVOS

Em consonância com o universo reflexivo de Reynaldo Roels Jr., o prêmio visa a valorização de experimentalismos artísticos para além dos lugares tradicionais. Nesse sentido, o Prêmio Reynaldo Roels Jr. da Escola de Artes Visuais do Parque Lage contempla jovens artistas interessados na linguagem da instalação em virtude de sua capacidade de questionar o ambiente onde é realizada.

O termo “instalação” foi incorporado ao vocabulário das artes visuais na década de 1960, designando uma situação (em galerias, museus ou na rua), cuja lógica é regida pela relação entre os objetos e o corpo do observador. Esse tipo de intervenção artística tem a característica de estimular o público a sair de uma atitude puramente contemplativa para adotar uma apreciação crítica do espaço que acolhe a obra de arte.

Com o Prêmio Reynaldo Roels Jr., a Escola de Artes Visuais do Parque Lage amplia seu lugar de atuação para espaços extramuros e permite que seus alunos realizem um trabalho de escala pública. A iniciativa oferece aos estudantes e ex-estudantes de arte da EAV uma inserção no tecido social e urbano do Rio de Janeiro, no momento em que a cidade se torna palco de enormes investimentos financeiros que vêm transformando sua paisagem e, consequentemente, a circulação da população.


APOIO INSTITUCIONALMAC