Anúncio do Resultado do III Prêmio Reynaldo Roels Jr.

Anúncio do Resultado do III Prêmio Reynaldo Roels Jr.

Pedro Varella (com o coletivo G.rua arquitetos) “De onde não se vê quando se está”
APRESENTAÇÃO
REGULAMENTO DO PRÊMIO
PROGRAMAÇÃO DO SEMINÁRIO
DIVULGAÇÃO DOS SELECIONADOS
ANÚNCIO DO RESULTADO
SOBRE REYNALDO ROELS JR.
ABERTURA DA INSTALAÇÃO
A Escola de Artes Visuais do Parque Lage tem o prazer de anunciar o aluno,
arquiteto e artista vencedor do III Prêmio Reynaldo Roels Jr:

Primeiro lugar – Pedro Varella (com o coletivo G.rua arquitetos), “De onde não se vê quando se está”

A comissão valorou a originalidade da proposta arquitetonicamente articulada com o museu, considerando, ainda, a plena integração entre arte, arquitetura e paisagem na construção de novas visualidades que são propostas através da instalação.

 
Segundo lugar – Lucas Osório, “Fiada”
A comissão valorou o impacto na paisagem existente proposta pela instalação bem como a radicalidade do projeto e sua potência para leituras possíveis do atual contexto político e social.

 
Terceiro lugar – Emilia Estrada, “Condição de Visibilidade”
A comissão aponta a qualidade projetual da instalação articulada com ampla pesquisa iconográfica acerca do local da proposta que potencializa novas leituras da Baia de Guanabara a partir de seu contexto histórico.

 
Menção honrosa – Ana Matheus Abbade, “T”
A comissão outorga Menção Honrosa ao projeto de Ana Matheus Abadde, pela inovação do projeto frente à construção de suas práticas artísticas e a oportunidade de amplificação de sua própria produção poética.

 
COMISSÃO DE SELEÇÃO
A comissão de premiação foi formada pelos críticxs e curadorxs Michelle Sommer (arquiteta e pós-doutoranda em Linguagens Visuais na Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro – EBA-UFRJ), Pablo León de La Barra (Museu Guggenheim/ Latin America e Museu de Arte Contemporânea de Niterói – MAC) e Lisette Lagnado (Escola de Artes Visuais do Parque Lage) que analisaram 22 projetos para a terceira edição do Prêmio Reynaldo Roels Jr.

A diversidade dos projetos submetidos reitera a pertinência deste importante prêmio dentro de uma escola de arte e a investigação da instalação enquanto linguagem artística, em virtude de sua capacidade de questionar o ambiente onde é realizada.

 
SOBRE O PRÊMIO
O critico e curador Reynaldo Roels Jr. (1951-2009) foi coordenador do Núcleo de Pesquisa do MAM Rio entre 1991 e 1992, curador da Coleção Gilberto Chateaubriand de 1997 a 2000, e diretor da EAV Parque Lage de 2002 a 2006, onde também lecionou. Foi ainda curador do MAM Rio de 2007 até sua morte, em 2009.

O Prêmio Reynaldo Roels Jr. existe graças a uma dotação anual do economista Helio Portocarrero e do advogado Nelson Eizirik.

 
SEMINÁRIO
A síntese, característica marcante do desenho de Oscar Niemeyer, e as complexas relações da arquitetura aplicada aos modos de vida na cidade, configuram o disparador inicial do seminário “A Síntese entre Arte, Arquitetura e Paisagem”, expandindo a noção de espaço, fundamental para instalações.


APOIO INSTITUCIONALMAC