EAV Parque Lage

Stencil em base fotográfica: da gravura à arte urbana

Stencil em base fotográfica: da gravura à arte urbana

Julio Castro – Stencil em Santa Teresa – Curso de férias janeiro 2020

Professor: Julio Castro e Ana Clara Lemos

Curta duração 2020.2
04 de agosto a 27 de outubro
Terças, de 10h às 12h
R$ 330,00/mês

butao_venda

*Leia atentamente todas as normas de matrícula antes de se inscrever. Clique aqui.
A matricula online não oferece desconto. A política de descontos só é oferecida na matrícula com pagamento via boleto bancário.

STENCIL, IMAGEM, FOTOGRAFIA, ARTE URBANA, PRÁTICA ARTÍSTICA

SOBRE
A produção de imagens, que se utiliza da técnica do stencil, marca presença nos muros e fachadas das cidades e, por sua natureza de reprodução e dinamismo de execução, se tornou um veículo de expressão da voz nas ruas. A apropriação e manipulação da imagem fotográfica, acentuada pelo uso das novas tecnologias, amplia esse discurso carregado de um forte cunho crítico e poético na relação da cidade e de seus habitantes.
O curso propõe uma imersão nessa linguagem e suas possibilidades de desdobramentos. Em três módulos, cada um com duração de um mês, faremos uma síntese da prática na produção da imagem, desde o processo fotográfico até a pintura final. Serão apresentados os processos de criação, edição, corte das matrizes, impressão e as circunstâncias de produção dos trabalhos que venham a ser pensados para o ambiente urbano.

CONTEÚDO
– Introdução teórica, origens e desenvolvimento da prática artística ao longo do tempo. Movimentos urbanos, manifestações políticas e a cultura hip hop.
– Suporte fotográfico para a produção das imagens.
– Impressão e corte das matrizes e impressão/pintura das imagens.
– Stencil em pequenos formatos.
– Stencil em médio formato.
– Produção de Lambe-Lambe (impressão em papel para posterior colagem).

CRONOGRAMA

MÓDULO 1
Apresentação – 4 e 11 de agosto

– Breve introdução e apresentação mútua entre alunos e professores e sobre a natureza do trabalho que desenvolvem.
– Histórico do stencil: correlações com a gravura; contexto histórico com enfoque em pochoir – Segunda Guerra Mundial – Pop Art e Street Art; histórico do trabalho desenvolvido por nossos grupos e coletivos; produção de artistas latinos americanos, entre outros; contextualização com exemplos de trabalhos realizados nas oficinas e produções dos professores.
– Disponibilização de uma biblioteca de documentos e links com as imagens da apresentação, vídeos, filmes, documentários, que apresentem história, possibilidades e contexto do stencil e do graffiti.

Edição – 18 e 25 de agosto
– Aula com apresentação da plataforma de edição Photoshop, ferramentas e tutorial de edição. Criação das matrizes do stencil. Edição de uma camada ou mais.
– Aula de acompanhamento virtual na edição das imagens.

Corte – 01 de setembro
– Aula sobre metodologia do corte das matrizes e acompanhamento dos cortes.

MÓDULO 2
Pintura – 8 e 15 de setembro

– Organização do espaço de uso para pintura e separação de materiais para a impressão. Instruções quanto ao manuseio e cuidado com o spray.
– Acompanhamento virtual da etapa de impressão.
– Indicações de material online de vídeos sobre spray, caps e possibilidades da tinta e técnica.
– Instruções quanto aos stencils em diversos tamanhos com uma aula para explicar como redimensioná-lo.
– Aula sobre outras aplicações do stencil, produtos (prints, marcador de página, cadernos, estampagem, decoração, camisa/impressão em tecido – stencil em matriz de acetato), zine/publicação independente e lambe-lambe.

Finalização dos trabalhos – 22 e 29 de setembro
– Execução do trabalho final em média escala, estratégias de encerramento com Mostra Virtual e edição de uma publicação coletiva a partir dos trabalhos desenvolvidos.

MÓDULO 3
Estratégia Rua do Oriente + mostra online – 6 a 27 de outubro
– Proposta de um trabalho em média escala projetado para o ambiente da cidade e que poderá ser aplicado no formato de lambe-lambe. Mostra Virtual e possibilidade de publicação coletiva.

DINÂMICA
Aula por videoconferência
Exercícios semanais com acompanhamento coletivo em aula
Acompanhamentos individuais com debates coletivos em aula

PÚBLICO
Indicado para pessoas interessadas em desenvolver processos artísticos e pessoas com processos artísticos em andamento.

REFERÊNCIAS

Banksy. Guerra e spray / Banksy; traduzido por Rogério Durst. – Rio de Janeiro: Intrínseca, 2012.

Banksy, Wall and Piece, London: The Random House Group Limited, 2005.

Beleza Roubada. Direção de Bernardo Bertolucci, 1996.

Hunter, Garry. Arte de rua ao redor do mundo; traduzido por Renata Brabo. – São Paulo: Madras, 2013.

MORIYAMA, Victor e LOPEZ, Felipe. ESTÉTICA MARGINAL VOLUME #02. Editora Zupi, 2012.

MANCO, Tristan. Graffiti Brasil. Thames and Hudson, 2005.

MANCO, Tristan. Stencil Graffiti. Thames and Hudson, 2002.

MANCO, Tristan. The Stencil Graffiti Handbook. Thames and Hudson, 2020.

MASSALA, Gustavo. Pichação não é pixação: Uma introdução à análise de expressões gráficas urbanas. Altamira Editorial, 2010.

NADOR, Mônica – Folder RioLoco – Ano do Brasil na França, 2005.

RINK, Anita. Graffiti: Intervenção Urbana e Arte. Editora Appris, 2013.

RECURSOS NECESSÁRIOS
Acesso à internet
Computador ou celular com câmera
Estilete ou estilete de precisão, lâminas, fita crepe, folhas A3 140gm para confecção das matrizes, folhas de gramatura maior que 180gm para impressão final e/ou outros suportes (tela, tecido, madeira, etc) e tinta spray para trabalho artístico de cores diversas (sugestões de marca: NOU COLORS, ART CANS, FLAME, PARIS 68, COLORGIN, entre outras, podem ser encontradas em lojas de graffiti). Impressora (sugerimos A3 – embora funcione com A4 também, ensinamos a redimensionar a imagem).

SECRETARIA
– Todos os cursos online emitem certificado.
– A matrícula online não oferece desconto.
– A política de descontos só é oferecida na matrícula com pagamento via boleto bancário.

JULIO CASTRO
Formado em gravura pela UFRJ com passagem pela Escola de Artes Visuais do Parque Lage e UFRGS em Porto Alegre, dedica-se à produção artística desde os anos noventa. Participou das mostras coletivas A Paixão do Olhar MAM/RJ; Republicar Museu da República-RJ (1993); da XV ESTAMPA – Salão Internacional de Gravura e Edições de Arte Contemporânea em Madrid (2007); Plaisir d’Offrir#2 – Galeria Dagmar De Pooter / Antuérpia, Bélgica (2009); Rio X Córdoba, Museu Emílio Caraffa, Argentina, entre outras. Individualmente expôs no Rio de Janeiro, Pelotas, Porto Alegre, em Lisboa no Centro Português de Serigrafia (2007) e em Bruxelas no ARS117 (2009), espaço em que fez residência artística como artista convidado. Em 2019 realiza residência no Otawara Cultural Center no Japão onde produz uma série de xilogravuras. Coordena o Estúdio Dezenove, espaço dedicado à arte contemporânea localizado em Santa Teresa no Rio de Janeiro e, desde 2011, é professor na área de Imagem Gráfica na Escola de Artes Visuais do Parque Lage. Vive e trabalha no Rio de Janeiro

ANA CLARA LEMOS
Estuda Gravura na Faculdade de Belas Artes UFRJ. É atualmente, professora da disciplina Stencil em base fotográfica – Dá gravura a arte pública na Escola Artes Visuais EAV Parque Lage junto do artista Julio Castro; Estuda pintura à óleo no Atelier de Pintura Realista com o mestre Renato Ferrari, onde também é assistente; Em 2017 cursou um período de intercâmbio na Universidade Beira Interior em Covilhã Portugal pelo programa de Mobilidade Acadêmica da Universidade Federal Fluminense quando ainda cursava Arquitetura e Urbanismo; Em 2018 realiza o painel Olímpia em Santa Teresa, como conclusão das aulas deste ano do curso Stencil em base fotográfica, quando ainda era monitora; Em 2019 realiza a intervenção “Memória Herzog” no Projeto Vitrine Efêmera do Estúdio Dezenove, junto com o artista Pedro Ivo executa o painel em stencil “Tempos de Violência” na fachada da Cine Galeria, Largo do Guimarães, Santa Teresa; concluiu o painel “O Voo de Lady Lene” com a turma de 2019 de Stencil em base fotográfica na Rua do Oriente, Santa Teresa; participou da exposição Orientações Pintura e Gravura Contemporânea da Escola de Belas Artes no Centro Cultural dos Correios com litogravuras e xilogravuras; e mais recentemente executou o painel “Hayrton” com a turma de férias do curso de Stencil em base fotográfica.