Artes Viventes

GRUPO DE PESQUISA EM PERFORMANCE

Sobre o curso

O grupo de pesquisa teórico em performance propõe-se a investigar aprofundadamente as múltiplas dimensões da performance artística, com ênfase na relação entre o corpo e o espaço (tanto institucional quanto público), e sua representação através de imagens estáticas e em movimento. Pretendemos explorar como a arte performática se desenvolveu desde os anos 60, abordando suas facetas políticas e o impacto transformador no espectador. O grupo funcionará com encontros semanais onde serão realizadas discussões teóricas baseadas na análise de obras e práticas de artistas seminais e com estofo teórico de autores como Eleonora Fabião, Paulo Veiga Jordão, Bia Medeiros, Renato Cohen, Jorge Glusberg, entre outros. No grupo de pesquisa, os encontros serão estruturados de maneira a abordar diversos aspectos da performance artística. Inicialmente, cada encontro começará com uma discussão temática advinda de trabalhos de artistas, onde um tema específico será apresentado brevemente, seguido por uma discussão aberta para aprofundar o entendimento coletivo. Periodicamente, o grupo realizará análises de casos específicos de performances para explorar as poéticas e alicerces teóricos utilizados, os contextos em que foram criadas e suas repercussões no cenário artístico e social. Além disso, haverá leituras dirigidas de textos cruciais que formarão a base das discussões, proporcionando uma compreensão ampla e profunda das teorias e práticas dentro da arte da performance.

O que você vai aprender:

A ênfase do curso está na potência que o trabalho dos teóricos levanta, ao tratar de questões estéticas mas também éticas, assim como a experiência fenomenal que resultam. Alguns teóricos apresentados serão Amelia Jones, Bia Medeiros, Catherine Wood, Eleonora Fabião, Jorge Glusberg, Katia Maciel, Paulo Veiga Jordão e Renato Cohen. Trataremos da linguagem da performance enquanto fenômeno histórico, mas também em diálogo com os recentes debates decoloniais, abordando pautas ético-estéticas; questões afrodiaspóricas e feministas; LGBTQIAP+; ancestralidade indígena; e contramonumentos. Pensaremos ainda na importante questão de classes, poder e capital que transpassam o sistema da arte.

program_tbl image 112

Artes Viventes

GRUPO DE PESQUISA EM PERFORMANCE

R$480,00 por mês

Este curso é indicado para:

Indicado para pessoas interessadas em conhecer e/ou pesquisar o tema. Indicado para pessoas interessadas em desenvolver processos artísticos. Indicado para pessoas com processos artísticos em desenvolvimento. Não exige conhecimentos prévios.

Pessoas acima de 18 anos. 

Dinâmica:

O grupo adotará uma abordagem crítica e reflexiva, incentivando a participação ativa dos membros através de apresentações, debates e análises críticas. O intercâmbio de ideias será estimulado para fomentar um ambiente de aprendizado mútuo e engajamento profundo com o material estudado.

  • Ministrado por:

    Chico Fernandes

    Chico Fernandes é artista visual, pesquisador e professor de Artes. Doutor em Artes pelo PPGArtes-UERJ (2021). É mestre em Linguagens Visuais pelo PPGAV-UFRJ (2016) e licenciado em Educação Artística pelo UniBennett (2013). Estudou na EAV entre, 2002 e 2012. Participou de diversas exposições coletivas e individuais em Museus e Centros Culturais: Museu de Arte do Rio (MAR), Itaú Cultural, Funarte, Paço Imperial, Museu de Belas Artes, Universidade de Coimbra, Tempe Center for the Arts (EUA), The Americas Society (Nova York), Oi Futuro Flamengo e Belo Horizonte. Participou de residências artísticas no país e no exterior. Foi indicado ao prêmio PIPA em 2012 e 2013.

Secretaria

Todos os cursos online e presenciais emitem certificados. Anualmente será cobrada uma taxa administrativa válida para todos os cursos.Cancelamentos de cursos devem ser informados até o último dia útil do mês anterior

Referências

COHEN, Renato. Performance como linguagem. São Paulo: Editora Perspectiva, 2007.

DOHMEN, Christoph. A História da Performance: De Futurismo a Arte Corporal. São Paulo: Perspectiva, 2006.

FABIAO, Eleonora. "Programa Performativo: O Corpo-em-Experiência." Revista do LUME, Núcleo de Pesquisas Teatrais, Unicamp, n. 4, dez. 2013, p. 1. Campinas, SP.

FERREIRA, Glória. Escritos de artista. Rio de Janeiro: Zahar, 2012

GLUSBERG, Jorge. A arte da performance. São Paulo: Ed. perspectiva, 2002.

GOLDBERG, Roselee. Performance Art: From Futurism to the Present. Nova York: Thames & Hudson, 2011.

JOHNSON, Dominic. Performance Art: A Guided Tour. Londres: Thames & Hudson, 2018.

JONES, Amelia. Performance: Uma Introdução Crítica. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

____. Performing the Body / Performing the Text. Londres: Routledge, 1999.

____. Body Art: Performing the Subject. Minneapolis: University of Minnesota Press, 1998.

JORDÃO, Paulo Veiga. "Trabalho e Etnia nas Performances de Santiago Sierra." Arte e Ensaios, n. 33, 2017. "Impalpável." Revista Artes e Ensaios, n. 33, 2017.

MACIEL, Katia. A Performance Como Linguagem. São Paulo: Perspectiva, 2002.

MBEMBE, Achille. Necropolítica: biopoder, soberania, estado de exceção e política da morte. In: Revista Arte & Ensaios nº 32, 2016.

PRECIADO, PAUL. Manifesto contrassexual. Traduçào de Maria Paula Gurgel Rlbeiro. -- Sào Paulo: n-1 ediçëes, 2014.

PUPO, Maria Lúcia. História da Arte Performática no Brasil. São Paulo: Editora Unesp, 2012.

SELZ, Peter. História da Performance Art no Século XX. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

WOOD, Catherine. Artistas no Palco: Da Pintura à Performance. Londres: Tate Publishing, 2008.

____. Performance in Contemporary Art. Londres: Tate Publishing, 2021.

TRANSFERIR CONHECIMENTO. NOSSA MISSÃO.

CURSOS RELACIONADOS

Filtros

Encontre o curso desejado usando o filtro abaixo, ou continue navegando para visualizar todos.
Período
Faixa etária

[frontend][label_floater_lpd_accept] Gerenciar cookies Rejeitar Aceitar